David Almeida comemora campanha contra a Covid-19 que teve mais de 15 mil vacinados neste sábado em Manaus

A campanha de vacinação contra a Covid-19 que a Prefeitura de Manaus vem realizando desde o dia 19 de janeiro alcançou neste sábado a marca de 900 mil primeiras doses já aplicadas. Ainda no início da tarde deste sábado, 3/7, o prefeito David Almeida anunciou a antecipação da vacinação para o público de 25 anos e mais.

Até as 16h, horário de encerramento do atendimento nos sete pontos disponibilizados pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) em toda a cidade, já haviam sido aplicadas mais de 15 mil doses de vacina. Mesmo após o encerramento oficial, os pontos seguem atendendo as pessoas que se encontravam nos locais para serem vacinadas. Só nesta semana, a Semsa aplicou mais de 110 mil doses, entre primeira e segunda.

“Desde o começo da campanha, venho dizendo que, recebendo as doses, avançaríamos nos grupos e nas idades, até que toda a população vacinável em Manaus tenha sido contemplada. E estamos bem perto disso. Hoje já foi possível incluir as pessoas de 25 anos. E, com a chegada de mais doses neste sábado, poderemos abrir para outras faixas; e, em pouco tempo, chegaremos ao público de 18 anos”, disse o prefeito David Almeida.

A secretária Shádia Fraxe, da Semsa, acompanhou a movimentação nos postos de vacinação durante este sábado. Ela tranquilizou a população sobre a possibilidade de faltar doses.

“No mês de junho, nós realizamos três grandes mobilizações, atendendo a um número expressivo de pessoas. É claro que isso reduz os estoques de vacinas. Mas já tivemos a indicação da FVS (Fundação de Vigilância em Saúde) da chegada de novas remessas, o que nos deixa confortáveis. Além disso, temos asseguradas todas as segundas doses para concluir o esquema vacinal dos que já iniciaram a imunização”, garantiu.

A enfermeira da Semsa Maria Izabel está trabalhando desde o início da campanha como vacinadora. Ela contou que já enfrentou os mais diferentes tipos de situação nesse período, mas apontou como mais marcante o caso de um homem que chegou ao posto com medo da agulha.

“Ele se agarrou a um batente, e tivemos que conversar com ele por um bom tempo, usar recursos da psicologia, até que ele ficasse mais calmo e autorizasse a aplicação da vacina”, lembrou.

O advogado Matheus Leão, de 26 anos, falou do sentimento ao tomar a vacina.

“Estou emocionado, mas sereno e tranquilo. Mais de 500 mil brasileiros não tiveram essa oportunidade que estou tendo agora. Por isso devemos dar um ‘viva’ à ciência”, comemorou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *