Agora não dá para tirar férias, com pessoas sendo vítimas da covid-19″, destacou Omar Aziz afirmando que a CPI não terá recesso em julho

O presidente da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid no Senado, Omar Aziz (PSD-AM), afirmou nesta 3ª feira (6.jul.2021) que o colegiado não interromperá seus trabalhos nas duas semanas de julho em que o Congresso pode ter recesso.

O senador disse que a comissão não tem “o direito de tirar férias com pessoas morrendo“.

Nós não temos esse direito, e ninguém pode nos obrigar a ter esse direito. Nós temos a vida toda para tirar férias, agora não dá para tirar férias, com pessoas sendo vítimas da covid-19, do negacionismo, da falta de espírito público. […] A CPI irá continuar em pleno recesso, vamos continuar“, disse.

Aziz relatou também ter perdido um amigo nesta 3ª feira (6.jul.2021) por causa da covid-19.

De acordo com as regras, o Congresso pode entrar em recesso a partir do dia 18 de julho caso o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) tenha sido aprovado. A Comissão Mista de Orçamento, que analisa a proposta, no entanto, só deverá ser instalada na 4ª feira (7.jul.2021) e há certo ceticismo por parte dos congressistas sobre a possibilidade de se aprovar a LDO a tempo do recesso.

Se o Congresso suspender os trabalhos, a CPI não poderá realizar reuniões e oitivas, mas seus integrantes poderão continuar a análise de documentos e a realização de diligências. O prazo de funcionamento da comissão também fica suspenso.

Na última 5ª feira (1º.jul.2021), o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), disse que a CPI deve ser suspensa durante o recesso do Congresso Federal, de 18 a 31 de julho.

Fonte: Poder 360

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *