Em plena pandemia, Wilson Lima firma contrato milionário para melhorar crise de imagem da gestão

Com a imagem desgastada após seguidas acusações de envolvimento com atos ilícitos, o governador Wilson Lima (PSC) corre contra o tempo para tentar reverter as impressões negativas de sua gestão à frente do Governo do Amazonas. Para isso, seu governo, por meio da Secretaria de Estado da Comunicação Social (Secom), firmou contrato de aproximadamente R$ 6 milhões de serviços de publicidade com a empresa 1001 Filmes Produções e Eventos Ltda.

Embora a Secom já disponha de equipe de funcionários de comunicação social, o contrato firmado com a 1001 Filmes Produções e Eventos disponibiliza os serviços de fotografia, edição de imagem, equipe de jornalistas e repórteres. O acordo prevê ainda a locação de equipamentos.

A empresa também presta serviço especializado no fornecimento e implantação de programa para construção de conteúdo institucional, manutenção, arquivologia e de profissionais repórter, fotógrafos e videomaker.

O governador Wilson Lima é um dos principais alvos da ação que investiga supostos crimes na aquisição de respiradores para pacientes com Covid-19, na “Operação Sangria”. A aquisição irregular de respiradores, a crise de oxigênio e as mortes resultantes dela, além de outros agravantes que contribuíram para o número elevado de mortes no Amazonas foram fatores que motivaram a instalação da CPI da Covid, no Senado.

Na semana que vem, a comissão deve votar a convocação do governador Wilson Lima, do secretário de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), Marcellus Campêlo e de ex-secretários de saúde do Estado para prestar esclarecimentos na CPI.

O contrato – De acordo com o Portal da Transparência do Governo do Amazonas, o convênio firmado com a 1001 Filmes Produções e Eventos Ltda tem valor global de R$ 5.939.954,88. A transação entrou em vigor em março de 2020 e tem previsão de término em março de 2022. O valor do contrato excede em 347% o valor gasto com a mesma empresa na gestão anterior a de Wilson Lima.

A produtora 1001 Filmes Produções e Eventos Ltda já havia sido contratada pela Secom para prestação de serviços de produção diária de vídeo release, para atender as necessidades da Agência de comunicação Social do Estado (Agecom), de 2013 a 2018 pelo valor global de R$ 1.777.346,76.

O contrato entre o Governo do Amazonas, na gestão do governador Wilson Lima, e a produtora 1001 Filmes Produções e Eventos nesses dois anos custa aos cofres públicos, por mês, cerca de R$ 500 mil. Nas gestões anteriores, a 1001 Filmes Produções e Eventos Ltda recebia R$ 148 mil mensalmente para a prestação dos serviços. Em dois anos, o governo de Wilson Lima pretende gastar R$ 4,2 milhões a mais do que as administrações anteriores pagaram em cinco anos.

Confira abaixo o documento:

Fonte: O Convergente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *