Festival Folclórico do Amazonas entra no sexto dia de apresentações e exalta a cultura popular

O 64° Festival Folclórico do Amazonas (FFA), promovido pela Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), e secretarias municipais integradas, com apoio do governo do Amazonas, via Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, entra no 6° dia de apresentações. O festival, totalmente gratuito e aberto ao público, acontece na arena do Centro Cultural Povos da Amazônia (CCPA), no Distrito Industrial, na zona Sul, até o dia 23/6, sempre a partir das 19h. 

Na noite desta sexta-feira, 17/6, mais de 10 mil pessoas acompanharam as apresentações de grupos de danças internacional, nordestina, ciranda, quadrilhas tradicional, cômica e de duelo, das categorias Bronze e Prata, que exaltaram os valores, crenças e costumes da cultura popular. 

O diretor-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Alonso Oliveira, explica que, nos dias 27, 28 e 29/6, será realizado uma competição para o Grupo de Acesso na categoria Bronze, do Festival Folclórico do Amazonas. 

“Após dois anos, por conta da pandemia de Covid-19, o Festival Folclórico do Amazonas retorna ao formato presencial, e uma das grandes novidades desta edição, e atendendo a um pedido dos grupos folclóricos, será uma seleção, com duração de três dias, para o Grupo de Acesso na categoria Bronze. Ao todo, 40 grupos folclóricos estarão competindo aqui na arena do Centro Cultural Povos da Amazônia, para entrar na categoria. O prefeito David Almeida está inovando e democratizando o evento, após sete anos de espera por novo cadastro” explicou. 

Oliveira ainda conta que, neste ano, os 72 grupos de danças receberam um reajuste de 20% no apoio financeiro, totalizando R$ 976.620,60 em fomento. Participam desta edição do festival, 49 danças da Categoria Prata e 23 da Categoria Bronze. 

“A Prefeitura de Manaus apoia as manifestações culturais juninas através de editais, uma maneira transparente, democrática e que oferece oportunidades iguais para acesso aos recursos públicos” ressaltou Oliveira. 

As apresentações da sexta noite do evento ficaram a cargo de seis grupos folclóricos: União na Roça (quadrilha tradicional), Mercenários na Roça (quadrilha cômica), Odalik (dança internacional), Pistoleiros na Roça (quadrilha de duelo), Cabras do Capitão Corisco (dança nordestina), e Independente do Coroado (ciranda), contabilizando mais de 250 brincantes na arena. 

O coreógrafo Rhaylander Montenegro, 27, da quadrilha tradicional, União na Roça, primeira dança a se apresentar no 6° dia do Festival Folclórico do Amazonas, representou o “noivo”, uma das tradicionais figuras da dança, e falou sobre a preparação da quadrilha. 

“A gente se preparou muito rápido porque pensamos que não iria ter novamente o São João, mas, graças a Deus, teve. A nossa preparação foi muito rápida e ao mesmo tempo muito profissional. Escolhemos um tema que fala do Nordeste, onde se originou o São João. A gente vem trazendo cangaço, forró, xote, vem trazendo tudo. Estamos muito emocionados de estar aqui” disse. 

A fundadora e “rainha” da quadrilha cômica, Mercenários da Roça, Bárbara Braga, explica que o grupo levou 36 brincantes para a apresentação na arena do CCPA, sendo um dos grupos mais novos na categoria bronze, com 8 anos. 

“A gente voltar depois de dois anos é inexplicável, é uma emoção muito grande. A quadrilha surgiu depois que uns amigos de duas quadrilhas diferentes, resolveram se unir, aí surgiu a ´Mercenários da Roça´. E a nossa preparação começou em novembro do ano passado, foi uma preparação muito árdua. Quero aqui agradecer a Prefeitura de Manaus que nos deu essa oportunidade de voltar o festival para o mês de junho, que é o mês junino”, afirmou.   

A programação completa do festival pode ser consultada no site da Manauscult (manauscult.manaus.am.gov.br) ou diretamente pelo link https://bit.ly/64°FFA.

Atrativos

Além dos grupos de dança, o festival conta com uma feira de artesãos e a venda de produtos regionais. Outro atrativo é o espaço kids para a diversão da criançada.

A praça de alimentação do festival, com o oferecimento de guloseimas típicas do período junino, está localizada próxima à arquibancada do anfiteatro, funcionando durante todo o evento, com preços que vão de R$ 5 a R$ 35. 

Público 

Em seis dias de evento, mais de 40 mil pessoas prestigiaram a apresentação dos grupos folclóricos. Na primeira noite, dia 12/6, o tradicional festival recebeu mais de 10 mil pessoas, e na última quinta-feira, 16/6, o evento também recebeu um público de mais de 10 mil pessoas. Até o final do festival, a expectativa é atrair um público de 70 mil pessoas no CCPA. 

Programação 

Sábado (18/6)

19h20 – Abertura do evento

19h30 – Manto Azul (quadrilha tradicional)

20h15 – Bagaceiros na Roça (quadrilha cômica)

21h – Tradição do Parque 10 (ciranda)

21h45 – Cabras do Capitão Rufino (dança nordestina)

22h30 – Explosão na Roça (quadrilha tradicional)

23h15 – Cangaceiros de Lampião (dança nordestina)

Domingo (19/6)

19h20 – Abertura do evento

19h30 – Castelo das Loucas (quadrilha cômica)

20h15 – Independente da Compensa (ciranda)

21h – Pimentinha na Roça (quadrilha tradicional)

21h45 – Cabras do Capitão Galdino (dança nordestina)

22h30 – Biba Boys (quadrilha cômica)

23h15 – Cangaceiros de Aparício (dança nordestina)

Segunda-feira (20/6)

19h50 – Abertura do evento

20h – São Sebastião (ciranda)

20h45 – Alegria Caipira (quadrilha tradicional)

21h30 – Cangaceiros de Asa Branca (dança nordestina)

22h15 – Papudinho na Roça (quadrilha cômica)

23h – Tradição da Ciranda (ciranda)

23h45 – Explosão de Alegria (quadrilha tradicional) 

Terça-feira (21/6)

19h50 – Abertura do evento

20h – Vingadores de Virgulino (dança nordestina)

20h45 – Sedução da Compensa (ciranda)

21h30 – Mocidade da Roça (quadrilha tradicional)

22h15 – Ciranda do Armando Mendes (ciranda)

23h – Explosão na Folia (quadrilha tradicional)

23h45 – Império da Compensa (ciranda)

Quarta-feira (22/6) 

19h50 – Abertura do evento

20h – Rosas da Noite (quadrilha tradicional)

20h45 – Molejo (ciranda)

21h30 – Coração de São João (quadrilha tradicional) 

22h15 – Caipira Rasta Pé na Roça (quadrilha tradicional)

23h – Unidos do Alvorada na Roça (quadrilha tradicional)

23h45 – Brotinhos do Parque (quadrilha tradicional)

Quinta-feira (23/6)

19h50 – Abertura do evento

20h – Meu Reino da Roça (quadrilha tradicional)

20h45 – Império na Folia (quadrilha tradicional)

21h30 – Junina Gaviões na Roça (quadrilha tradicional)

22h15 – Amor de São João (quadrilha convidada)

23h – Os Afobados na Roça (quadrilha convidada)

23h45 – Flor de Liz (quadrilha convidada)

Texto: Keize Pedrosa / Manauscult

Fotos: João Viana / Manauscult

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *