banner

‘Reconhecimento à sua postura equilibrada e responsável’, define Roberto Cidade sobre título a ministro Dias Toffoli

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, deputado Roberto Cidade (UB) classificou a homenagem concedida pela Casa ao ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), com a outorga de Título de Cidadão do Amazonas, como um justo reconhecimento à sua postura sempre equilibrada e responsável ao se posicionar diante de temas delicados e complexos.

“Me sinto honrado em presidir esta sessão histórica e lhe dar boas-vindas e lhe outorgar o Título de Cidadão do Amazonas. Em nome do povo do Amazonas, agradeço pela sensibilidade que sempre demonstrou quando a Zona Franca de Manaus (ZFM) foi ameaçada”, disse.

Segundo Cidade, quem ganha é o povo do nosso Estado por ter o ministro como um cidadão amazonense. “Somos um povo humilde que lhe acolhe como um ‘cabôco’ nosso. E, desta forma, entendendo mais a nossa realidade e a importância da nossa principal matriz econômica, sei que Vossa Excelência sempre fará o que estiver em conformidade com a Constituição e as leis do nosso País para defendê-la, com a seriedade com que sempre conduziu sua vida pública”, afirmou.

O ministro agradeceu pela deferência da Casa Legislativa, falou da alegria em se tornar Cidadão do Amazonas e reforçou o entendimento que tem quanto à relevância do Modelo Zona Franca de Manaus para o Estado e para o Brasil.

“Há homenagens que são homenagens, que fazem parte do cotidiano. Esta não faz parte do cotidiano. Ela é muito maior, muito mais significativa. Agradeço ao povo amazonense, por meio de seus representantes, por me tornar hoje um cidadão do Amazonas. Isso tem um significado que me enche de alegria e de emoção. Não vejo aqui apenas uma homenagem pessoal, que muito me honra, mas também uma homenagem ao Poder Judiciário, ao Supremo e aos meus colegas de Corte que tão bem sabem reconhecer a importância da ZFM para a sobrevivência do povo amazonense, para o seu desenvolvimento, para o seu equilíbrio social e defesa do bioma, do meio ambiente para todos”, falou.

O ministro falou ainda sobre o pluralismo existente na região, sobre a diversidade cultural e as riquezas existentes acima e abaixo do solo. “Me tornar cidadão do Amazonas me faz, mais ainda, defender este Estado naquilo que for do seu direito, naquilo que a Constituição e as leis do nosso País impuserem para fazermos a guarda. A guarda da Constituição também é a guarda da Amazônia e do estado do Amazonas”, finalizou.  

Além de presidir a solenidade na Assembleia Legislativa, Roberto Cidade acompanhou o ministro do STF no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), durante a entrega da Medalha do Mérito Judiciário, na categoria Grande Mérito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *