Governador Wilson Lima parabeniza novo presidente da OAB, advogado amazonense Beto Simonetti

O governador do Amazonas, Wilson Lima, parabenizou o advogado amazonense José Alberto Simonetti, eleito para presidir a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), nesta segunda-feira (31/01). Com 21 anos de atuação na advocacia, Simonetti estava em seu quinto mandato como conselheiro federal da seccional amazonense da OAB.

“É com muita alegria que parabenizo o advogado amazonense, José Alberto Simonetti, eleito novo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil. Desejo sucesso e sabedoria na honrosa missão de comandar essa instituição fundamental para a democracia e a Justiça do nosso país”, declarou o governador, em postagem no twitter.

A chapa de Simonetti tem o nome “OAB de Portas Abertas” e foi registrada com o apoio de 26 seccionais da OAB. O principal requisito para qualquer advogada ou advogado do país disputar a eleição nacional da OAB é ter o apoio de, pelo menos, seis seccionais estaduais.

“O momento é de união e diálogo. Queremos construir pautas capazes de unir a advocacia. A OAB tem que dialogar com todas as instituições, com todos os Poderes. Minha proposta é uma gestão independente, inclusiva e participativa. Nossa principal missão será olhar para o dia a dia do advogado, que exerce uma profissão essencial ao estado de direito e ao devido processo legal”, afirmou o advogado amazonense.

Perfil

Natural de Manaus, Beto Simonetti é advogado criminalista. Ele tem pós-graduação em Direito Penal e em Processo Penal pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Sua atuação na advocacia é voltada, principalmente, para a Justiça Federal e os tribunais superiores, como o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Simonetti é casado com a Carol e pai da Beatriz e do Bernardo. Seu pai, Alberto Simonetti Cabral Filho, foi quatro vezes presidente da seccional da OAB no Amazonas. Seu irmão, Alberto Simonetti Cabral Neto, foi conselheiro federal e também presidiu a seccional.

Beto Simonetti está em seu quarto mandato como conselheiro federal da OAB pelo Amazonas e, em novembro de 2021, foi reeleito para começar o quinto mandato em 2022. Ao longo desses mandatos, desempenhou funções relevantes dentro do sistema OAB, como diretor-geral da Escola Nacional da Advocacia, corregedor-geral adjunto, ouvidor-geral do sistema OAB e secretário-geral do Conselho Federal. Ele também atuou, dentro da OAB Nacional, pela aprovação do projeto que se tornaria a Lei de Abuso de Autoridade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *