Presidente da CPI, Omar Aziz chama Eduardo Girão de ‘oportunista’

Durante sessão da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da covid-19, no Senado, nesta quarta-feira (26/5), o presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), chamou o senador Eduardo Girão (Podemos-CE) de “oportunista”. A sessão discutia a convocação de governadores e outros integrantes do governo federal. Antes do início, os parlamentares se reuniram reservadamente, quando o presidente tentou fazer um acordo para a convocação dos governadores, atendendo a um pedido reiterado pelos quatro parlamentares que integram a linha de frente na base da CPI — inclui-se aqui Girão, que se diz independente.

Em determinado momento, o político do estado do Ceará questiona se os prefeitos não seriam mesmo convocados. “Vossa excelência é um oportunista pequeno. Vossa excelência estava lá, escutou o que nós acordamos. Vossa excelência, desde o primeiro momento, toda a sociedade brasileira que tem inteligência sabe que vossa excelência está aqui com o único objetivo, é que a gente não investigue porque a gente não comprou vacina. Não entende patavina de saúde, quer impor a cloroquina na cabeça da população. Vossa excelência é um oportunista”, respondeu Aziz.

Girão se defendeu dizendo que não fez acordo algum. O vice-presidente da Comissão, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), o relator, Renan Calheiros (MDB-AL), e Humberto Costa (PT-PE) também afirmaram que não fizeram acordo. Apesar de não ter feito o acordo, Girão tem solicitado, desde o início da CPI, que os governadores sejam convocados. Ele tem requerido, também, a convocação do ex-secretário Executivo do Consórcio Nordeste Carlos Eduardo Gabas e do governador da Bahia e ex-presidente do Consórcio Nordeste, Rui Costa (PT).

Fonte: Correio Brasiliense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *