Igrejas têm papel essencial, diz Wilson Lima em encontro com 1,6 mil pessoas na Assembleia de Deus

O  candidato à  reeleição pelo União Brasil, governador Wilson Lima, destacou hoje, 6 de agosto, a importância do trabalho social das igrejas e ressaltou que o Amazonas foi o primeiro estado do Brasil  a declarar as organizações religiosas como essenciais durante a pandemia de Covid-19.

Wilson foi convidado para participar da 14ª Assembleia Geral Extraordinária da Convenção Estadual da Igreja Evangélica Assembleia de Deus – Ministério de Madureira no Amazonas, em Manaus. No encontro, ele destacou que se sente em casa porque nasceu em um lar cristão. Frisou também que reconhece o papel social da igreja.

“Nos momentos mais difíceis da pandemia eu tive a preocupação de não fechar nenhuma igreja. Nós fomos o primeiro Governo no Brasil a tornar as igrejas serviços essenciais”, disse Wilson.

“Aprovamos isso na Assembleia Legislativa e a gente enfrentou muita indiferença e crítica de muita gente. E mesmo debaixo de ataques, eu tinha certeza de que a igreja iria fazer um papel fundamental. E ela foi decisiva quando a gente vivia momentos de incerteza, era na igreja que a gente encontrava conforto”, completou.

Wilson foi recebido pelo pastor presidente da Igreja Evangélica Assembleia de Deus – Ministério de Madureira no Amazonas, Adeilson Sales, que agradeceu a atuação do governador junto às igrejas e disse que Wilson está mudando a história do estado.

“Quando você se aproxima e conhece o governador Wilson Lima, você vai ver que Deus sabe o que faz, porque você vê um coração bondoso, amoroso, um homem que ama as pessoas, que quer o bem estar e luta pelas pessoas, principalmente por aqueles menos favorecidos. Um homem com o coração aberto a Deus”, disse o pastor.

“É um ser humano lindo, apaixonado pelo povo, que abraçou essa oportunidade que Deus deu de ser governador e está mudando a história desse estado. E quer fazer muito mais por esse estado. O nosso papel como igreja, como líderes, é fazer o que a Bíblia diz: orar pelas nossas autoridades. Se eles forem abençoados na condução do nosso estado, nós também seremos abençoados”, acrescentou Adeilson.

Assembleia

Com o tema Preservando a Unidade do Espírito Santo, o encontro reúne 1,6 mil pessoas, entre as quais 300 pastores do interior vindos de Anamã, Apuí, Autazes, Barreirinha, Benjamin Constant, Beruri, Boa Vista do Ramos, Borba, Canutama, Carauari, Careiro Castanho, Careiro da Várzea, Coari, Codajás, Eirunepé, Envira, Fonte Boa, Guajará, Humaitá e Iranduba.

Além de pastores de Itamarati, Itapiranga, Juruá, Jutaí, Lábrea, Manacapuru, Manaquiri, Manicoré, Maués, Nova Olinda do Norte, Novo Airão, Novo Aripuanã, Parintins, Pauini, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Samnto Antônio do Içá, São Sebastião do Uatumã e Silves.

A assembleia é um encontro anual. Essa edição teve início na última sexta-feira e encerra neste sábado com a consagração de  43 novos pastores.  O Ministério de Madureira conta com 300 igrejas Amazonas.

Fotos: Diego Peres

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *