Amazonas investiu mais de R$ 65 milhões em produtos regionais para merenda escolar nos últimos três anos

O Programa de Regionalização da Merenda Escolar (Preme), do Governo do Amazonas, investiu mais de R$ 65,5 milhões em produtos para alimentação que compõem a merenda escolar, nos últimos três anos. Nesse período, foram mais de 6 mil toneladas adquiridas em produtos, gerando emprego e renda para agricultores, associações, cooperativas e agroindústrias.

Os alimentos abasteceram de merenda escolar 600 unidades de ensino do estado. Os dados são da Secretaria de Estado de Educação e Desporto do Amazonas e da Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS), e englobam o período de 2019 a 2021.

A titular de Educação, Kuka Chaves, afirma que o programa é um importante pilar na educação, pois garante alimentação adequada no ambiente escolar.

“Um estudante bem alimentado tem mais concentração, mais disposição para aprender. A chance de a escola atingir seu objetivo, de ensinar, é muito maior se garantirmos uma alimentação saudável e de qualidade. Muitas vezes, a merenda na escola é a única refeição dessas crianças”, destacou.

A jovem estudante Cecilia Araújo, de 9 anos, da Escola Estadual Benício Leão, relata como é a rotina para se alimentar com a merenda escolar.

“Eu acho que a gente fica mais forte, fica mais concentrado estudando. Meu prato favorito é açaí, picadinho e peixe. Eu pego o prato, converso com as minhas amigas e quando a gente termina, a gente coloca lá no local (na cozinha)”, contou a criança.

Além de uma boa alimentação, o programa também garantiu a compra da produção de agricultores, associações, cooperativas e indústrias. Em 2021, por exemplo, ainda diante de um cenário de pandemia, foram adquiridas mais de 2.125 toneladas de produtos, de 20 municípios do Amazonas, resultando em um investimento superior a R$ 20,9 milhões.

Sobre o programa

A presidente da ADS, Michelle Bessa, explica que todo o processo antecede o início do ano letivo. A ADS, por meio de edital de chamamento público, abre o credenciamento para que possam participar produtores rurais de todo o estado interessados em fornecer alimentos para a merenda escolar estadual.

A partir deste credenciamento, durante todo o período escolar, o Governo do Amazonas compra, diretamente do produtor, produtos de qualidade, que vão direto para a merenda escolar.

“O Preme garante não apenas a segurança alimentar aos alunos, mas também dá ao produtor rural a certeza de que sua produção vai ser comercializada e ele irá receber por isso. Inclusive, mesmo com todos os impactos causados pela pandemia, o Governo do Amazonas não deixou de executar o programa”, afirmou a presidente.

Preme 2022

Para este ano, os contratos com os credenciados estão sendo assinados gradativamente. Ao todo, estão aptos a fornecer para o programa 27 agroindústrias, 47 associações, 21 cooperativas e 985 produtores rurais.

A relação nominal dos habilitados no processo consta no portal da ADS, disponível pelo link http://www.ads.am.gov.br/acesso-a-informacao/. Os contratos são firmados entre os credenciados diretamente com a ADS.

Merenda em Casa

Em 2020, devido à pandemia de Covid-19, os alimentos adquiridos pelo Preme foram distribuídos diretamente para os estudantes, com o programa Merenda em Casa.

Para famílias mais pobres, a merenda escolar tem peso importante na alimentação das crianças, e muitas vezes é a única refeição do dia. Por isso, o governador Wilson Lima decidiu criar o programa para que as crianças que ficaram em casa durante a pandemia pudessem ter comida garantida.

A iniciativa produziu um total de 440 mil kits, destinados a 221,9 mil e 224 mil alunos, respectivamente, de Manaus e do interior do estado. Ao todo, a iniciativa mobilizou cerca de 3 mil profissionais da Educação e entregou mais de 3,5 mil toneladas de alimentos.

O programa foi um dos premiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) no 3° Prêmio de Super-Heróis para o Desenvolvimento, realizado no mês de agosto de 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *