banner

Ministro Alexandre de Moraes atende ADI do partido Solidariedade, do deputado federal Bosco Saraiva, e salva a Zona Franca de Manaus

Na manhã desta sexta-feira (06), a Zona Franca de Manaus obteve uma importante conquista diante dos constantes ataques sofridos por meios de decretos federais que reduziam impostos sobre produtos industrializados, prejudicando a competitividade do Polo Industrial e ameaçando milhares de postos de trabalho. A decisão mantém as vantagens comparativas da Zona Franca diante de outros estados industriais.

O Ministro Alexandre de Moraes do Supremo Tribunal Federal – STF, concedeu MEDIDA CAUTELAR favorável à Ação Direta de Inconstitucionalidade – ADI, que a bancada amazonense, por meio do partido Solidariedade do deputado federal Bosco Saraiva, ingressou no último domingo (01) junto ao STF. A decisão suspende os efeitos da integra do Decreto 11.052 de 28 de abril de 2022 e dos Decretos 11.047 de 14 de abril de 2022 e 11.055 de 28 de abril de 2022, apenas no tocante à redução das alíquotas em relação aos produtos produzidos pelas indústrias da Zona Franca que possuem o Processo Produtivo Básico – PPB.

Alexandre de Moraes que recebeu a bancada do Amazonas e o presidente do Solidariedade, Paulinho da Força na quarta-feira (04) para uma conversa sobre o assunto usou como base os fundamentos do art. 10, da Lei 9.898/1999 e do art. 21. A decisão de Moraes é em caráter liminar. Isso significa dizer que o mérito ainda será julgado pela Corte do STF.

Bosco Saraiva, presidente estadual do Solidariedade no Amazonas declarou que o ato do ministro salvou as empresas e os empregos dos amazonenses.

“Eu quero agradecer em nome do meu partido (Solidariedade) e de todo o povo do Amazonas, ao ministro Alexandre de Moraes, por ter atendido a nossa Ação Direta de Inconstitucionalidade e ter suspendido liminarmente os decretos que feriam de morte a nossa Zona Franca de Manaus. Com o seu ato, o ministro salvou as empresas e os empregos dos trabalhadores amazonenses. Obrigado, ministro! Saiba que o senhor passa a ser o mais novo amazonense! E passa a fazer morada dentro do coração deste enorme estado verde. Que Deus lhe abençoe, ministro Alexandre!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *