Governo do Ceará e Cagece contemplam Conjunto Palmeiras e comunidades vizinhas com universalização do esgotamento sanitário

Para garantir mais qualidade de vida e infraestrutura às famílias do Conjunto Palmeiras, Planalto Palmeiras e parte do Jangurussu, em Fortaleza, o Governo do Ceará e a Companhia de Água e Esgoto do Ceará autorizaram, neste sábado (9), o início das obras implantação da rede de esgotamento sanitário em toda a área. Na obra serão investidos R$ 91 milhões, provenientes de recursos próprios da Cagece, debêntures e investimento do Banco do Nordeste (BNB). Mais de 65 mil pessoas serão beneficiadas.

A assinatura da ordem de serviço contou com a presença da governadora Izolda Cela; do presidente da Cagece, Neuri Freitas; dos secretários Nelson Martins, de Relações Institucionais da Casa Civil, e Chagas Vieira, secretário-chefe da Casa Civil; secretário-executivo de Saneamento da Secretaria das Cidades, Paulo Henrique Lustosa; do prefeito de Fortaleza, José Sarto; e outras autoridades.

Durante o anúncio da obra no Conjunto Palmeiras, a governadora falou sobre o impacto da ação para dar dignidade às pessoas. “É uma obra muito importante, que muda a vida no aspecto relacionado à saúde e dignidade, valoriza as habitações, livra as famílias de problemas relacionados às enchentes e extravasamentos desses materiais sanitários”, afirmou Izolda Cela, enfatizando a parceria com o executivo municipal no Juntos por Fortaleza.

“Nós temos vários projetos que são a quatro mãos, tanto pensa Governo do Estado como pensa Prefeitura de Fortaleza para otimizar recursos. Isso vai sendo reproduzindo em todas as áreas, na malha viária, educação, saúde e inclusão social com as areninhas “, complementou José Sarto.

A obra vai possibilitar a implantação de quase 57 km de tubulação de rede coletora e 1 km de rede de recalque, além da construção de quatro estações elevatórias e uma estação de tratamento, entre outros serviços. Também serão implementadas 7.128 unidades de ligações domiciliares e 6.435 intradomiciliares, relacionado ao preparo da rede interna dos imóveis para a rede.

O secretário-executivo Paulo Henrique Lustosa ressaltou que o Conjunto Palmeiras já conta com esgotamento sanitário, mas a obra autorizada neste sábado vai universalizar a rede de esgotamento. “Essa obra é parte do compromisso de até 2033, que é o prazo legal, universalizar o esgoto na cidade de Fortaleza. Cagece e Governo do Ceará já estão prontos para lançar o edital de uma Parceria Público-Privada que, no prazo da lei, vai contemplar todas as famílias de Fortaleza com água e esgoto na forma que exige o novo Marco do Saneamento. Esse é um comprimisso da Política Estadual de Saneamento”, assegurou.

Segundo o presidente da Cagece, a iniciativa também representa benefício social e ambiental. “A obra vai deixar o Conjunto Palmeiras e o Planalto Palmeiras com 100% de rede esgotamento sanitário. Tem algumas casas no conjunto Palmeiras que tem rede condominial, que é aquela rede que passa nos quintais das casas e, geralmente, traz muitas dificuldades, extravasamentos [dentro das casas e nas ruas] e problemas. Após a conclusão dessa obra, essa redes [condominiais] serão desatividadas, e todas as casas serão interligadas na rede convencional, com tubulação de esgotos nas ruas”, explicou Neuri Freitas.

A estação de esgoto que concentrará esses sistemas terá capacidade de tratamento ampliada, bem como nova tecnologia, o que a tornará mais robusta e eficiente.

Para Raimundo Vieira, 56, que mora no Conjunto Palmeiras desde 1974, a obra responde efetivamente à demanda de mais de 20 anos. “Nem de bicicleta nem a pé a gente pode passar nas ruas quando as caixas estouram. Com o esgoto, a rua vai estar mais limpa, vai poder passar pedestre e motorista”, comemorou.

A previsão de conclusão da obra é para o início de 2024, passando seis meses em uma operação assistida. No segundo semestre estará finalizada e pronta para utilização. Ao fim, todas as ruas serão recuperadas e pavimentadas.

Fonte: Governo do Ceará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *