Roberto Cidade solicita ao Governo pagamento de carga dobrada a coordenadores distritais de educação

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Roberto Cidade (PV), encaminhou, nesta quarta-feira (9), ao Governo do Estado, um requerimento solicitando a inserção dos coordenadores distritais e regionais de educação no regime complementar de carga horária, conhecido popularmente como “carga dobrada”. Atualmente, professores em regência de classe, pedagogos lotados em escola e os servidores designados para a função de gestão educacional já gozam do beneficio.

O parlamentar explica que a proposta é que esses profissionais, que têm contrato de 20 horas de trabalho semanal, mas cumprem um expediente maior, possam ser remunerados como professores que cumprem 40 horas de trabalho por semana.

“Recentemente o Governo alterou a Lei 3.951/2013 e estabeleceu essa carga dobrada aos profissionais da educação, mas não contemplou os coordenadores distritais de educação. Fui procurado por eles e entendi que, assim como os professores de sala de aula, esses profissionais são de suma importância para que a Seduc preste um serviço à população. Nada mais justo do que eles serem mais bem remunerados pelo trabalho excedente que fazem”, destacou.

Hoje, há no quadro de servidores da Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc) sete coordenadores distritais e 61 coordenadores regionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *