Médium João de Deus é condenado a mais de 44 anos de prisão por estupros

O médium João Teixeira de Faria, popularmente conhecido como João de Deus, teve sua sentença anunciada na tarde desta quinta-feira, 25. Por cometer dois crimes de estupro e outros dois de estupro de vulnerável; ele deverá cumprir 44 anos de 6 meses de reclusão em regime fechado, mas poderá recorrer da sentença dentro do prazo legal.

Atualmente, o religioso já está em prisão domiciliar em decorrência de outro processo onde também é réu, ambos por crimes cometidos entre os anos de 2009 e 2018. Na sentença de hoje, uma das cinco denúncias formalizadas resultou na absolvição do acusado, por falta de provas.

Além da prisão, as quatro vítimas que tiveram a denúncia acatada receberão indenizações em dinheiro pelos danos morais causados, com valores que variam de R$ 20 mil a R$ 75 mil. Em nota ao jornal O Globo, a defesa do réu afirmou que não foi informada da sentença, mas nega as acusações.

Trata-se da quarta condenação de João de Deus por abusos sexuais cometidos em Abadiânia, local onde recebia fiéis para atendimentos espirituais. Mais de 350 mulheres relataram abusos do médium durante quatro décadas, conforme noticiado anteriormente pela equipe do site do Aventuras na História.

Fonte: AH

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *