Empresa Plastifex Empreendimentos da Amazônia denunciada em 2014 por “esquema milionário em licitação direcionada”, continua sendo contratada pelo prefeito Lúcio Flávio

Seria cômico, se não fosse verdade. Denunciada desde o ano de 2014, por “esquema milionário em licitação” na Cidade de Manicoré, envolvendo o mesmo prefeito que ainda se perpetua no poder Lúcio Flávio, a empresa Plastifex Empreendimentos da Amazônia – LTDA, foi contratada neste ano de 2021, pela pequena bagatela de R$ 3,8 milhões, para asfaltar as ruas da cidade.

No mesmo período de 2014, o Ministério Público e o Tribunal de Contas do Estado receberam a denúncia do então vereador Roberval Edgar Medeiros Neves, de Manicoré de um “direcionamento em licitação de mais de R$ 14 milhões do município de Manicoré com aval do prefeito, Lúcio Flávio do Rosário e a construtora Plastiflex Empreendimentos da Amazônia LTDA, no convênio nº 014/2014/2014, cujo objeto seria a terraplanagem, pavimentação e drenagem da Estrada da Atininga, firmado com a Secretaria de Infraestrutura do Amazonas (Seinfra).  A empresa acabou sendo alvo do Ministério Público de Contas (MPC) neste período por celebrar contrato irregular com a Seinfra para obras viárias.

O documento de contrato foi divulgado no Portal de Transparência da Associação Amazonense dos Municípios (AAM), desta segunda-feira, 21. Em consulta ao site da Receita Federal, a reportagem do Portal O Poder constatou que a empresa, de CNPJ 01.426.987/0001-73, se encontra situada no bairro Parque 10 de Novembro, Zona Centro-Sul de Manaus.

A contratada para o serviço atua no mercado desde 2005 e tem como atividade principal as construções de alvenaria. Além disso, a Plastifex conta com um capital de R$ 2,8 milhões e tem como proprietários Aydamo Célio Silva Bizzerra Campos e Alla Sérgio Silva Bizerra Campos.

Conforme o documento, o contrato tem vigência de exatos 365 dias.

Outro lado

Procurada, a Prefeitura de Manicoré informou que várias ruas, deixadas com buracos e poços de lama pela gestão anterior do município serão contempladas com reparos. Além disso, a resolução do problema das ruas intrafegáveis era um clamor popular.

Sobre o fato da Plastifex ter sido citada em um processo de investigação do MPC, a prefeitura respondeu que até o momento o município não tem nenhuma documentação que impeça a empresa de participar da licitação e o processo licitatório ocorreu dentro dos ditames legais, onde a empresa vencedora além de apresentar todas as documentações necessárias, foi a proposta mais vantajosa.

“O trabalho será realizado e em muito beneficiará nossa população, enfim da parte do Governo, todos os ato serão publicados no portal da transparência do Município”, afirmou Dr Rafael, advogado da prefeitura de Manicoré.

Confira o documento aqui:

Veja um dos documento do processo de investigação do MPC:

Fontes: Portal O Poder / Fato Amazônico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *