Eduardo Braga some da CPI da covid, ataca Wilson Lima e se coloca como opção para governador do Amazonas. Será parente?

De acordo com informações do jornalista Ronaldo Tiradentes, divulgadas no programa Manhã de Notícias, o senador Eduardo Braga (MDB-AM) sumiu das últimas três sessões da CPI da covid.

O senador apareceu novamente nesta terça-feira (18) no depoimento do ex-chanceler Ernesto Araújo.

O motivo, segundo Tiradentes, seria a vergonha de não estar cumprindo o acordo que teria feito com o presidente Jair Bolsonaro, para conter o relator da CPI, senador Renan Calheiros, e também estaria com medo de retaliações.

Segundo informações obtidas pelo jornalista, Braga teria assegurado a Bolsonaro que como líder do MDB no Senado poderia controlar Calheiros. No entanto, Renan – velha raposa política com muito mais rodagem que Braga no jogo em Brasília – deu de ombros aos esforços do colega para contê-lo e segue com “fogo cerrado” contra o presidente.

Eduardo Braga também teria sumido da CPI por estar com medo de retaliações do governo por sua ineficiência em blindar o presidente.

O senador emedebista tem pelo menos dois processos na Procuradoria-Geral da República (PGR). Um processo seria o caso Glutão e o outro o caso da Rico, que estão em fase de denúncia.

Enquanto se ausentava da CPI, o senador divulgava vídeos falando sobre a cheia e dos recursos destinados ao Amazonas pela bancada. Também divulgou enquete se colocando como virtual candidato ao governo contra Wilson Lima.

Fonte: BNC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *