David Almeida acompanha início da construção de pontes na Manaus Moderna e anuncia transferência de feirantes

O prefeito de Manaus, David Almeida, acompanhou na manhã deste domingo, 9/5, o início da construção de mais de 400 metros de pontes na área da feira Manaus Moderna, Centro. Com a subida do nível do rio Negro, cerca de 200 feirantes devem ser realocados para uma balsa, que servirá como feira provisória durante o período de cheia na capital.

“A Prefeitura de Manaus já está se antecipando, preparando para o que se anuncia como a maior cheia. Nos próximos dias, esta área já deve estar sob as águas e estamos construindo essas passarelas para que a população possa transitar de uma forma mais tranquila. Parte da feira já está sendo afetada e nós temos uma balsa em frente à feira, para que a gente construa uma feira provisória, possibilitando uma condição aos feirantes para a comercialização e também às pessoas que vêm consumir nessa feira”, ressaltou o prefeito, que neste domingo visitou outros dois pontos que recebem a operação “Cheia 2021”.

A Casa Militar, coordenando a Defesa Civil do Município, iniciou neste fim de semana cinco construções de pontes, que já somam mais de 600 metros construídos em dois dias, dentre eles: rua dos Barés, beco Porto 7 e Manaus Moderna, no Centro; beco das Flores, na Aparecida; beco Ana Nogueira, José de Inocêncio e Ajuricaba, no Educandos.

“Neste fim de semana alguns pontos de Manaus já começaram a apresentar espelho d’água, que já dão sinais da subida dos rios. Por determinação do prefeito David Almeida, fizemos uma força-tarefa e estamos em cinco pontos da cidade com as construções de pontes e/ou passarelas, para minimizar os danos causados pela cheia e normalizando a trafegabilidade das pessoas que residem nos locais atingidos”, enfatizou o secretário chefe da Casa Militar, tenente William Dias.

Área comercial

A Manaus Moderna é uma das feiras tradicionais da cidade, que anualmente é afetada pela subida dos rios. Pensando no período pandêmico que tem causado impacto na economia e com o evento natural causado pela subida dos rios na região, a Prefeitura de Manaus irá fazer uma feira provisória em uma balsa, para diminuir os impactos causados aos 200 comerciantes que têm boxe no local.

“Nós iremos transferir o setor de peixe e carne para uma balsa ao lado da feira. Antes os feirantes eram colocados no entreposto da rua, onde ocasionava o acúmulo de sujeira. Pensando na higienização, vamos realocá-los para a balsa, onde teremos como controlar a higienização. O prefeito sempre teve um olhar pela feira, e é uma determinação que façamos o melhor pelos comerciantes”, ressaltou o titular da Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento, Centro e Comércio Informal (Semmac), Renato Júnior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *