Superlua de sangue acontece na noite de hoje dia 27 de abril, Pastor diz ser “um sinal apocalíptico”

O fenômeno astronômico da super Lua de sangue que ocorre na noite de hoje, 27,  foi apontado por um pastor como um sinal do fim dos tempos e da iminência da segunda vinda de Cristo.

Conforme as interpretações teológicas do pastor sobre o fenômeno decorrente do alinhamento da Terra sobre a Lua, bloqueando parcialmente a luz do sol. Segundo ele, “Deus está pronto para nos mostrar que Ele está no controle, e que já estamos vivenciando o principio das dores”, mas ele alerta que ainda não é o fim.

A super Lua de sangue é um “sinal muito significativo, de acordo com a Bíblia. O pastor afirma ainda que Jesus “quer ter certeza de que entendemos que nos últimos dias haverá sinais no sol, na lua, nas estrelas e, claro, no estresse das nações do planeta”.

O pastor cita a passagem de Joel 2:28-31, em que o profeta afirma que “o sol se converterá em trevas e a lua em sangue antes da vinda do grande e terrível dia do Senhor”. Ele também citou Apocalipse 6:12 : “’Eu olhei quando Ele abriu o sexto selo, e eis que houve um grande terremoto, e o sol se tornou negro como pano de saco de cabelo, e a lua se tornou como sangue’. O julgamento poderia vir? Essa ‘lua de sangue’ é um sinal do profético do fim dos tempos? Sim”.

“Estamos vivendo no fim dos tempos. Obviamente, esses sinais apocalípticos nos céus estão apontando para um evento catastrófico que está apenas no horizonte. Nós não sabemos quando”, disse o pastor.

Muitos são os sinais

Fatos apocalípticos acontecem diariamente, sem que muitas pessoas percebam. A pandemia do coronavírus, a nova doença misteriosa ocorrida na Índia, gripe aviária que se espalha no Japão, a doença transmitida pelos gatos são pestes descritas no livro mais lido no mundo: a Bíblia Sagrada.

“Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares. Mas todas estas coisas são o princípio de dores.”, traz o livro de Matheus, capítulo 24.

Outros sinais

Os sinais apontados por estudiosos como inegáveis que algo “grande” está prestes a acontecer no mundo estão todos aí: as quatro luas de sangue em dias específicos do calendário judeu, o Shemitá bíblico, o surgimento de um califado islâmico na área onde ficava a Babilônia, o acordo nuclear que poderá resultar numa terceira guerra mundial.

Para muitos líderes cristãos, a igreja precisa se despertar e manter-se especialmente vigilante nesses dias. Além das advertências proféticas para a Igreja, o mundo testemunha o surgimento de uma grande instabilidade.

A crise financeira vista em vários países em decorrência do coronavírus e o inegável caos moral com a crescente legalização do que a Bíblia chama de abominação. Existem ainda crises hídricas em diversas partes. 

“E, quando Jesus ia saindo do templo, aproximaram-se dele os seus discípulos para lhe mostrarem a estrutura do templo.  Jesus, porém, lhes disse: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derribada. E, estando assentado no monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos, em particular, dizendo: Dize-nos quando serão essas coisas e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo? E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane, porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos. E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares. Mas todas essas coisas são o princípio das dores. Então, vos hão de entregar para serdes atormentados e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as gentes por causa do meu nome. Nesse tempo, muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se aborrecerão. E surgirão muitos falsos profetas e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos se esfriará. Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo. E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as gentes, e então virá o fim”. (Mateus 24:1-14).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *