Prefeito David Almeida busca alternativas sustentáveis para aterro sanitário de Manaus

O prefeito David Almeida esteve na manhã desta quinta-feira, 10/6, no Aterro de Resíduos Sólidos Urbanos de Manaus, no bairro Lagoa Azul, zona Norte da capital, onde participou de uma reunião em busca de alternativas sustentáveis ao local, com propostas de geração de renda para a população e economia ao município.

“Queremos fazer esse aterro gerar renda por meio do biogás. Nós já temos duas propostas com algumas empresas, para que possam entrar no aterro, fazer a exploração e retornar para a prefeitura, no caso na redução da nossa conta de energia na ordem de R$ 2 milhões por mês”, explicou David.

Participaram da reunião, onde foram apresentadas a estrutura e necessidades do local, deputados da Comissão de Geodiversidade, Recursos Hídricos, Minas, Gás, Energia e Saneamento da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) e representantes da gestão municipal e estadual, trabalhando de forma integrada na proposição de projetos, que buscam dar destinação correta aos resíduos e ainda gerar mais emprego, renda e economia aos cofres públicos.

“Nós estamos buscando caminhos, encontrando soluções, para que seja resolvido o problema de vida útil do local, estimado em quatro anos. Nós temos diferentes alternativas, em conjunto com os órgãos ambientais do município e do Estado, para que quando nós tenhamos a solução, possamos apresentar à população”, afirmou o prefeito.

O chefe do Executivo municipal ainda enfatizou as ações da prefeitura, para conscientização da população manauara a respeito da coleta e destinação de resíduos. A Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp) trabalha diariamente retirando, em média, cerca de 27 toneladas de lixo dos igarapés, e em 60 quilômetros da orla da cidade.

“Nós queremos fazer uma conscientização ambiental, para que a população em geral não jogue lixo nos nossos rios e igarapés e possamos preservar o nosso meio ambiente”, concluiu Almeida.

O titular da Semulsp, Sabá Reis, comentou sobre a importância da visita do prefeito, deputados e representantes do Estado, empenhados na busca por melhores alternativas para esse desafio que se aproxima.

“Aqui é a destinação final de todo lixo coletado na cidade de Manaus, hoje estamos aqui juntamente com a Comissão da Aleam, presidida pelo deputado Sinésio Campos, visitando o aterro. A preocupação deles é que o aterro tem um período de vida útil, estimado entre 2024 e 2025, e o prefeito David fez questão de vir aqui para recebê-los, porque essa gestão recebe sugestões, ouve a sociedade, e ouve os colegas deputados, além de representantes de órgãos que contribuem nesse trabalho”, explicou Reis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *