David Almeida certifica militares com mérito de agradecimento por atualização do ‘Vacinômetro’

Desde o início de março, uma equipe formada por mais de 30 militares das Forças Armadas passaram a atuar na atualização do “Vacinômetro”, por meio de cooperação entre a Prefeitura de Manaus e o Comando Militar da Amazônia (CMA). Como mérito pelo trabalho, o prefeito David Almeida entregou aos soldados, nesta segunda-feira, 22/3, certificado de agradecimento pelo empenho. O reconhecimento aconteceu no Centro de Cooperação da Cidade (CCC), o qual teve sua estrutura cedida para a realização do serviço.

Desde que a parceria com o CMA foi firmada, os dados do “Vacinômetro” passaram a ser atualizados praticamente em tempo real, dando mais transparência às informações e mantendo o Amazonas em 1º lugar no ranking de vacinados do país. Para o prefeito David Almeida, isso não teria sido possível sem a ajuda dos militares.

“O trabalho de vocês foi essencial, tornando Manaus exemplo e o trabalho de vocês faz parte disso. Cada pessoa que é vacinada e vocês preenchem os dados, dão alegria aos amazonenses ao verem todos os dias na mídia nacional, como no Jornal Nacional e na CNN. O trabalho de vocês é esse que está sendo visto e podem dizer, eu participei disso aqui”, enalteceu Almeida.

Durante o seu discurso de agradecimento, David Almeida disse que a parceria ainda não acabou. Novos pontos de vacinação serão abertos com horários estendidos, mas agora a atualização será feita nos próprios postos, por meio de tablets.

O gestor do Executivo municipal, que também participou nesta tarde de segunda-feira de uma reunião virtual com mais de 1.700 prefeitos do Brasil, citou o quanto a capital amazonense se tornou referência por ter conseguido mudar sua realidade, reduzindo o número de óbitos e aumentando o número de imunizados.

“O país inteiro vem pintado de vermelho e as pessoas tentam entender por que só o Amazonas está no azul. Enquanto eles estão abrindo grupos de vacinação para idosos a partir de 75 anos, nós já temos 86% da população até 60 anos vacinada”, aponta.

Para Sandro Diz, superintendente do CCC, é preciso aliar tecnologia com boa vontade e foi isso que a parceria com o CMA permitiu. “Nós tínhamos a estrutura, mas ainda nos faltava braços para conseguir manter o ‘Vacinômetro’ atualizado, quase que em tempo real, e graças a essa ideia do prefeito David Almeida, que conversou com o general Teófilo, nós conseguimos de forma cooperada garantir que as informações fossem transmitidas de forma célere e transparente”, concluiu Diz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *