Senador Omar Aziz diz que ministro Pazuello enganou o Amazonas

Em sessão virtual  da Comissão Temporária da Covid-19 do Senado com governadores, o senador Omar Aziz (PSD) demonstrou toda sua preocupação com o atual estágio da pandemia em todo o País. O parlamentar criticou, ainda, o governo federal pela demora no envio de vacinas ao Amazonas, que em fevereiro anunciou iniciar antecipadamente a imunização de pessoas acima de 50 anos no Estado, conforme anúncio feito à época pelo Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, o que continua sem previsão.

O senador enfatizou as 2,3 mil mortes por Covid, de quarta-feira, 10/03, no país. “A saída realmente é a vacina que é quase que unanimidade no Brasil. Infelizmente, o negacionismo, a falta de visão nos levaram a esse caos (que vivemos hoje no Brasil). O ministro Pazuello nos enganou no Estado do Amazonas, prometeu que (em fevereiro) todas as pessoas acima de 50 anos seriam vacinadas e até hoje estamos esperando essas vacinas. Não chegaram essas vacinas. O que o Ministério da Saúde não pode criar uma expectativa e não cumprir”.

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), que também participou da reunião, afirmou que a vacinação precisa ser uma estratégia nacional e entrar no plano nacional de imunização. Ele explicou que mesmo com a redução de casos e internações no Estado ainda não é possível prever como se comportará o vírus nos próximos meses.

Sequelas

Além da preocupação com o elevado número de perdas, Omar destacou a importância dos Estados estarem preparados para dar suporte na reabilitação de pacientes, que ficaram com sequelas do coronavírus.  De acordo com o parlamentar, é determinante que o governo federal e legislativo crie condições para que governos e prefeituras possam criar Centros de Reabilitação para tratamento de pessoas com implicações na saúde, devido à Covid-19.

“As sequelas são terríveis e o povo não tem condições de pagar fisioterapeuta, de pagar psicólogo. Quantas pessoas  estão com problemas neurológicos hoje por causa dessa doença, no Brasil afora? Quantas pessoas estão com problemas pulmonares por causa dessa doença? Quantas pessoas vão ter que fazer hemodiálise o resto da vida? Se (essas pessoas) não forem tratadas, se tornará irreversível e isso trará também um problema muito grande para a saúde e para a gestão dos governadores e prefeitos dos diversos estados brasileiros. É importante esta comissão criar condições para que os Estados possam criar Centros de Reabilitação para essas pessoas”, frisou.

Fonte: Toda Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *