SUSAM RECEBE TÉCNICOS PARA MANUTENÇÃO DOS TOMÓGRAFOS DO JOÃO LÚCIO E 28 DE AGOSTO

A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) está recebendo na próxima quarta-feira (22) as peças que foram adquiridas pelo Governo do Estado, para colocar em funcionamento os tomógrafos instalados no Hospital e Pronto-Socorro (HPS) 28 de Agosto, na zona Centro-Sul, e HPS João Lucio Machado, na Zona Leste. A fabricante dos tomógrafos está enviando a Manaus duas equipes que irão trabalhar na substituição das peças. A previsão é de conclusão do serviço até o final deste mês, segundo o secretário executivo da Susam, Orestes de Melo Filho.

Ele afirma que os aparelhos apresentaram problema por terem ficado durante muito tempo sem manutenção. As gestões passadas da Susam deixaram uma dívida de R$ 1,3 milhão com a fabricante do equipamento referente à manutenção. As dívidas foram sanadas por esta administração e a Susam pôde, a partir da quitação, firmar novo contrato para manutenção preventiva e corretiva de todos os equipamentos que estão precisando desse serviço na rede estadual de saúde, explica o secretário executivo. As peças adquiridas e que serão substituídas são os tubos de raios X, que foram danificados.

Além dos aparelhos que serão recuperados, dois novos tomógrafos serão instalados no 28 de Agosto e no João Lucio nos próximos meses.

Os pacientes do 28 de Agosto e do João Lúcio, que necessitam desse atendimento, estão sendo removidos em ambulâncias próprias das unidades, para realização da tomografia em outras unidades da rede estadual, dentre as quais, os hospitais Platão Araújo, HPS Zona Norte e Adriano Jorge. Orestes ressalta que ninguém está ficando sem fazer tomografia. Todos os casos estão sendo atendidos. A estratégia adotada, enquanto o problema é resolvido, segundo ele, visa evitar prejuízo aos pacientes.

Segundo dados do Sistema Nacional de Informação Ambulatorial do SUS (SIA/SUS), de janeiro a maio de 2018, foram realizados 29.560 exames de tomografia na rede estadual de saúde do Amazonas, contra 26.173 no mesmo período de 2017, um aumento de 13%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *