VEREADOR DE PRESIDENTE FIGUEIREDO, JONAS CASTRO PODE TER PRISÃO DECRETADA POR MORTE DE FISCAL

 

O vereador de Presidente Figueiredo Jonas Castro (PSB) poderá ter prisão decretada a qualquer momento pela Justiça, em razão do homicídio da fiscal de meio ambiente Clemência Assunção da Silva, ocorrido em maio de 2015.

Jonas Castro foi denunciado por homicídio e lesão corporal,  acusado de dirigir alcoolizado e, consequentemente, causar a morte da  servidora pública.  O acidente aconteceu no dia 31 de maio de 2015, na rodovia AM-010, estrada que dá acesso à Vila de Balbina.

O parlamentar também responde a outros processos criminais, na sua maioria por calúnia e danos morais.

Relembre o caso

O crime aconteceu no dia 31 de maio de 2015, por volta das 19h,  na Estrada AM-240. Clemência Assunção da Silva retornava de um culto na companhia da mãe e da filha de 4 anos, quando foi atingida por uma Ford Ranger, de placas JXU-0763, de propriedade do vereador Jonas Castro.

Conforme consta no processo, na ocasião, o parlamentar, devido ter ingerido bebidas alcoólicas, perdeu o controle do veículo e atropelou as três vítimas.

A criança chegou a ficar gravemente ferida, tendo as mãos multiladas. Clemência ficou em coma por alguns dias em um hospital de Manaus, mas não resistiu e foi a óbito no dia 5 de junho de 2015.

Até o fechamento desta matéria, tentamos falar com o parlamentar para uma explicação sobre o caso, mas infelizmente não obtivemos êxito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *