COM FESTA DO CUPUAÇU E DIA DO TRABALHADOR, COMÉRCIO EM PRESIDENTE FIGUEIREDO MOVIMENTA R$ 10 MILHÕES

Durante a 27ª edição da Festa do Cupuaçu, realizada entre os dias 28 e 30 de abril, e o feriado subsequente ao evento, o Dia do Trabalhador, os comerciantes de Presidente Figueiredo movimentaram cerca de R$ 10 milhões, de acordo com a prefeitura do município.

Segundo o prefeito Romeiro Mendonça, boa parte dos visitantes permaneceu em Figueiredo após a festa. “Esses resultados mostram a importância de eventos culturais para o município. Afinal, somos uma cidade turística”, enfatizou.

Proprietária do restaurante Xodó da Cidade, um dos mais frequentados do município, Karen Suelen relata que atendeu aproximadamente entre 800 a mil pessoas por dia. Em dias normais, ela recebe cerca de 200 clientes diariamente. A comerciante triplicou o efetivo de funcionários para dar conta de funcionar 24 horas.

“Na realidade, não só os comerciantes se preparam para o evento, mas também os ambulantes. É uma renda extra. São beneficiados desde os vendedores de pipoca até os empresários de último escalão”, opina.

A dona de casa Maria de Fátima, que aproveitou a festa para acrescentar ganhos ao seu faturamento financeiro, conta que conseguiu vender 500 espetinhos de churrasco por dia ao longo do evento. “Às 23h, eu já tinha vendido quase tudo”, relembra.

Hilda Fernandes também é dona de uma das barracas instaladas na Feira Gastronômica e Cultural, que forneceu alimentação ao público durante a Festa do Cupuaçu. “Eu me senti bem por trabalhar aqui porque tudo ficou mais organizado neste ano. Não tem ambulantes espalhados pela cidade. Antes não podíamos nem andar pelas ruas por conta do tumulto. Nesta edição, trabalhamos também com mais higiene, utilizando luvas, touca e máscara”, destaca.

O cirurgião-dentista Lúcio Campelo, que atuou como vigilante sanitário no evento, informou que a prefeitura se empenhou em padronizar os vendedores. “Nós atuamos com uma equipe que orientou os donos das barracas sobre como devem ser usados os equipamentos de segurança para manipular os alimentos com a higiene adequada”, afirma.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *