WILSON LIMA VISITA TRIBUNAL DE CONTAS DO AMAZONAS E ESPERA GARANTIR O FUNCIONAMENTO DOS SERVIÇOS ESSENCIAIS

O governador e vice eleitos, Wilson Lima e Carlos Almeida, visitaram nesta segunda-feira, dia 5, o Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) e Ministério Público de Contas. Os dois seguem agenda de compromissos institucionais em diversos órgãos estaduais até o final do período de transição.

Durante o encontro com a presidente do TCE, Yara Lins, e demais conselheiros, Wilson Lima destacou a importância do diálogo entre as instituições para o funcionamento dos serviços públicos essenciais à população. “Estamos buscando abrir o canal de diálogo, entendendo a importância desse órgão, principalmente nesse processo de transição e durante todo governo, em especial no início do nosso governo para dar a garantia de que os serviços fundamentais, como saúde, educação e segurança não parem”, disse.

A presidente do TCE, Yara Lins, afirmou que a instituição estará pronta para cooperar com este momento de transição do governo estadual. “O Tribunal de Contas vê como positiva a presença do governador eleito e este órgão irá orientá-lo no que for preciso dentro da legalidade para que se faça uma transição bem feita de acordo com a lei”, pontuou ela.

Os trabalhos da Comissão de Transição também foram pauta da reunião. O vice governador eleito, Carlos Almeida, afirmou que o novo governo cumpriu o prazo estabelecido e agora aguarda o executivo. “De acordo como determina a própria resolução do TCE foi enviado para o Governo do Estado o requerimento para a criação da Comissão. O documento deveria ter sido apreciado no prazo, mas já houve um atraso desse prazo. Aguardamos para que haja uma resposta do governo ainda hoje”, disse ele afirmando ainda que, independente desta formação, a Comissão de Transição já está levantando informações da atual situação do Estado.

Segundo Carlos Almeida, o TCE colocou técnicos à disposição da Comissão. “A Escola de Contas já nos cedeu o espaço para que possamos ter auxílio de técnicos para o levantamento necessário das informações. Nossa comissão está no aguardo do executivo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *