Blog do Marcell Mota

SETE FETOS SÃO ENCONTRADOS DENTRO DE FRASCOS EM GALPÃO ABANDONADO NA ALVORADA

Sete fetos com idades entre 4 e 6 meses de gestação foram encontrados num galpão abandonado da Seduc, localizado na Rua Vivaldo Lima, bairro Alvorada 1 (Zona Centro-Oeste). Eles foram despejados dentro de uma gaveta de madeira e mantidos dentro de frascos de vidros, muito utilizados em hospitais e universidades.

De acordo com o tenente Adailson, da 10º Cicom, a polícia chegou até o local após uma denúncia anônima realizada por volta das 10h de hoje. Um homem teria efetuado a ligação através de um telefone público nas redondezas de onde os fetos foram encontrados.

A perícia do IML já fez as primeiras análises no local e recolheu os frascos com os fetos para realizar novos procedimentos por meio de estudos dos materiais.
O caso segue em processo de investigação por meio do 10º DIP, onde, segundo a delegada Cristiane Perinazzo, a prioridade será identificar os responsáveis por despejar o material no galpão abandonado.

Delegada Cristiane Perinazzo

“Ainda não temos nenhuma suspeita porque eles estão bem acondicionados em frascos que são encontrados geralmente em hospitais. Vamos começar pela identificação de quem fez o descarte e seguir tentando localizar os responsáveis pelos possíveis crimes”, acrescentou a delegada.
Tristeza da população
Com a chegada da PM e do IML, os moradores da região logo se aglomeraram próximo ao local onde ocorreu o crime. Mãe de três filhos e com sete netos, a assistente de saúde bucal Celeste Penedo, 50, disse que foi tomada pela tristeza e o sentimento de revolta.

“Fiquei curiosa ao passar aqui em frente e ver algumas viaturas enquanto saia para tomar café com a minha família. Quando soube o que ocorreu fiquei em choque, pois a primeira coisa que pensamos são em nossos familiares e nas crianças que temos em casa. Muito triste saber que sete vidas foram abortadas e despejadas dessa maneira aqui”.
Ela ainda afirma que teme em passar próximo ao terreno abandonado após às 23h, pelo fato do local poder servir como abrigo para criminosos e usuários de drogas.
“Após este horário toda a vizinhança não sai mais, pois sabe que a falta de segurança por aqui é tremenda”, concluiu.

FONTE: PORTAL EM TEMPO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *