PRESIDENTE DO GRUPO RAMAN NEVES RECEBE MEDALHA DE HONRA DA PM

O presidente do Grupo Raman Neves de Comunicação, Otávio Raman Neves, recebeu, na noite desta terça-feira (2), a Medalha Comemorativa aos 180 anos da Polícia Militar do Amazonas (PM-AM) em honra aos serviços prestados ao Estado. A solenidade, em homenagem a Tiradentes, patrono dos policiais e bombeiros militares, faz parte das comemorações alusivas em torno dos 180 anos da PM-AM. A festividade aconteceu na sede do Comando Geral da corporação, localizada no bairro Petrópolis, Zona Sul de Manaus.

Na ocasião, Otávio Raman Neves aproveitou o momento para dedicar a homenagem a todos os colaboradores do grupo. “Estou muito feliz com essa homenagem, mas ela não é só minha. É também de todas as pessoas que, juntas, fazem parte do meu time. Dedico essa medalha a cada um dos colaboradores que contribuem de alguma forma com o jornalismo do grupo Raman Neves de Comunicação”, frisou.

Além de autoridades civis, foram agraciados oficiais das Forças Armadas e forças auxiliares. A cerimônia de entrega de outorga de medalhas e condecorações contou com a presença do Alto Comando da instituição, formada pelo comandante-geral, coronel PM David Brandão, subcomandante-geral, coronel PM Walter Cruz, chefe do Estado Maior Geral, coronel PM Domingos Sávio, comandantes das unidades operacionais, oficiais, praças e diretores. Dentre as honrarias estão a Medalha Tiradentes, Medalha do Mérito Policial Militar, Medalha Comemorativa aos 180 Anos da PM-AM e Medalha Tempo de Serviço (10, 20 e 30 anos).

 

David Brandão aproveitou a ocasião para destacar que a solenidade tem um cunho muito forte pois, segundo ele, já está enraizada nas vidas dos policiais e bombeiros. “Hoje nós estamos comemorando os 180 anos da corporação e também é uma solenidade alusiva a Tiradentes, que é o patrono dos policiais militares e dos bombeiros militares. A medalha é um momento que nós reconhecemos que policiais e autoridades civis são merecedores dessa comenda. É um momento de elogio a eles e um grande reconhecimento sobre a prestação de excelência dessas pessoas e contribuições que trouxeram para a instituição e para a sociedade em si”, comentou o comandante-geral da PM.

Reforço na segurança

O governador do Amazonas, José Melo (Pros), aproveitou a solenidade apara anunciar a entrega de novas viaturas policiais para substituir os veículos que já operam na segurança. “Com todas as dificuldades, estamos renovando a tropa com novos veículos. Hoje entregamos 40 novas viaturas, mas a expectativa é que nos próximos 60 dias, 200 novos veículos estejam substituindo os antigos e dando apoio no serviço da PM. Cada dinheiro economizado vai ser aplicado lá na ponta, para que esse serviço tenha melhor eficiência e rapidez. É assim na saúde, na educação, na segurança e em todo governo”.

 

O comandante-geral da PM contou como serão distribuídas as novas unidades do patrulhamento policial na capital. “Nós estaremos distribuindo 20 na Zona Norte, dez na Zona Leste, cinco na Zona Sul e outras cinco na Zona Centro-Sul. Daqui a 15 dias estaremos recebendo mais 40 veículos para que possamos fazer a substituição das viaturas em todas as áreas de Manaus”, reforçou o coronel PM David Brandão.

Promoções e escalonamento

Questionado sobre promoções da PM-AM e escalonamento da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), José Melo destacou que usará o dinheiro da repatriação para resolver essas questões. “Farei isso com o dinheiro da repatriação que foi liberado recentemente. Nesse fim de semana estive reunido com algumas autoridades e, inclusive, com o comandante da PM, que no mês de junho faríamos as promoções, pois é quando nós teremos uma certeza que parte desse dinheiro entrou no governo e, assim, serão baixados todos os atos”, garantiu Melo.

Novos presídios

Como estratégia para maior segurança em unidades prisionais no Amazonas, o governador destacou ainda que, durante seu mandado, pretende entregar novas unidades prisionais em todos o Estado. “Faremos uma em Parintins e em Manacapuru. Em obras, nós já temos uma em Maués e Tefé e hoje, nós tivemos uma reunião para a construção de uma penitenciária federal aqui na região. Tudo indica que será em Iranduba, em uma área de terras do governo”, revelou José Melo, ressaltando que pretende criar, ainda, uma penitenciária agrícola para 400 presos. “Essa medida é para termos uma experiência que seria retirar do meio de traficantes e homicidas aquelas pessoas que estão presas por um delito menor, porque esses têm a possibilidade de ressocialização bem maior”, completou.

 

FONTE: PORTAL EM TEMPO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *