PREFEITURA DE MANAUS LANÇA PROGRAMAÇÃO EM HOMENAGEM AO DIA INTERNACIONAL DA MULHER

Uma grande festa, que reuniu músicos, artistas e mulheres de diferentes segmentos sociais, marcou o lançamento das atividades do “Mês da Mulher”, na manhã desta segunda-feira, 5/3, no Shopping Phelippe Daou, na avenida Camapuã, zona Leste. Toda a programação foi apresentada pelo prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, pela primeira-dama e presidente do Fundo Manaus Solidária, Elisabeth Valeiko Ribeiro, e pelo secretário-chefe da Casa Civil, Arthur Virgílio Bisneto.

Este ano, o “Mês da Mulher” traz um diferencial em Manaus, com o lançamento da campanha “Março Lilás”, voltada para a prevenção ao câncer do colo do útero.

“Essa não é uma campanha que integra a programação oficial do Ministério da Saúde, mas está na programação aqui de Manaus. Significa dizer que toda a atenção será dada para a prevenção do câncer de colo do útero, que é letal e mais frequente na nossa região. Por isso, temos que proteger a mulher em Manaus por meio da prevenção”, disse o prefeito Arthur Neto.

Todas as unidades da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) estarão com uma programação para estimular a população feminina quanto aos cuidados de prevenção contra o câncer do colo uterino, além de alertar para os principais sinais e sintomas.

A presidente do Fundo Manaus Solidária, Elisabeth Valeiko Ribeiro, destacou que as ações não são voltadas apenas para a prevenção e saúde, mas têm como principal foco o respeito e a luta contra o assédio e a violência contra a mulher.

“Queremos falar de respeito por nós mulheres, que já nascemos com esse direito. E digo a você mulher que não fique no silêncio, queremos que fale e denuncie para acabar com qualquer tipo de violência. Em relação a saúde, teremos quatro carretas da saúde aqui no Shopping Phelippe Daou durante o mês de março para que as mulheres possam fazer seus exames”, explicou a primeira-dama.

Além dos diversos exames oferecidos às mulheres nas Unidades Móveis, as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) vão oferecer a vacina contra o HPV e as demais vacinas de acordo com a faixa etária para todos os usuários que buscam atendimento, inclusive realizando a busca ativa nas filas, ofertando a vacinação, que será feita durante todo o horário de atendimento. Também será implantado o Censo Vacinal para adolescentes de 9 a 14 anos em todas as Estratégias Saúde da Família.

Concurso de Redação

Ainda como parte da programação do “Mês da Mulher”, foi apresentado o 2º Concurso de Redação que, este ano, traz como tema o “Assédio” e o lançamento da campanha “Março Lilás”, de prevenção ao câncer de colo do útero. A competição é uma maneira de levar a discussão sobre o assunto para dentro da sala de aula.

A primeira-dama do município é a madrinha do concurso e uma das maiores incentivadoras que temas relacionados às mulheres sejam discutidos nas escolas. Para participar do concurso literário é preciso estar matriculado do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental ou na Educação de Jovens e Adultos (EJA), da rede pública municipal. A premiação se dará somente em agosto, durante as comemorações do 12° aniversário da Lei Maria da Penha.

Política afirmativa

O prefeito Arthur Virgílio Neto foi responsável pela criação da Subsecretaria Municipal de Políticas Afirmativas para as Mulheres, ligada à Secretaria Municipal da Mulher, Assistência social e direitos Humanos (Semmasdh), que atende e apoia quem teve seu direito violado.

“O nosso Centro de Referência dos Direitos da Mulher (CRDM) tem sido verdadeiramente um ponto de segurança para elas, principalmente aquelas que sentiram seus direitos violados. Somente em 2017, atendemos seis mil mulheres nessa situação, que não tiveram medo de denunciar e trabalhar numa reconstrução de vida”, disse o secretário da Semmasdh, Elias Emanuel.

A aposentada Iris Mariano fez questão de participar da abertura do “Mês da Mulher” com as amigas e destacou o quanto é importante se discutir o direito, o respeito e a saúde das mulheres para conscientizar cada vez mais a sociedade. “Antigamente não éramos valorizadas, só cuidávamos de filhos, da casa e sempre submissa aos maridos. Hoje, chegou a nossa vez e queremos andar para a frente, sorrindo sempre”, disse. “Também é preciso se cuidar, ir ao médico e cuidar do corpo e da vida”, finalizou.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *