PREFEITO DE MANAUS SE REÚNE COM GOVERNO FEDERAL PARA PEDIR APOIO A VENEZUELANOS REFUGIADOS

Após declarar situação de emergência social em Manaus, o prefeito Artur Neto anunciou que terá uma audiência com o Governo Federal, em Brasília, nesta quinta-feira (11), para discutir a situação dos indígenas venezuelanos refugiados na capital. Uma reunião também está marcada com o novo governador para sexta (12), para discutir a situação.

A informação foi dada pelo prefeito durante uma coletiva de imprensa na sede da Prefeitura, nesta desta quarta-feira (10). Artur afirmou que deve viajar para Brasília, para uma audiência com o Governo Federal. O intuito, segundo ele, é ampliar a capacidade de ajuda aos indígenas abrigados na cidade.

“Temos que enfrentar isso juntos. Todos nós. Governo Federal, Estadual e Prefeitura. Precisamos acolher bem a quem precisa”, disse o prefeito.

Artur disse também que muitos venezuelanos podem ter chegado até Manaus por meio de “coiotes”. “Acredito que há pessoas fazendo o tráfico de parte destas pessoas para cá. Muitas não teriam como vir de outro país e chegar aqui sozinhas. Devemos ter muito cuidado com isso, que já é conhecido em outros países mas é novidade para nós”, comentou o prefeito.

Sobre as possíveis situações de “coiotes”, o prefeito afirmou que informações já foram repassadas para a Polícia Federal, que deve investigar o tráfico de pessoas para a capital amazonense.

Ações para suporte aos indígenas venezuelanos já estão sendo feitas pela prefeitura, segundo Artur. “Já estamos fazendo por conta própria, com nossas secretarias, atendimentos epidemiológicos, vacinações, serviços de odontologia. Estamos fazendo tudo que podemos até certo ponto. Se contarmos com a ajuda dos governos, podemos dar uma cobertura muito mais digna para os que precisam”, afirmou.

Uma reunião com o novo governador do estado, David Almeida, está marcada para sexta-feira (12), de acordo com o prefeito. “Irei conversar com o David Almeida e espero acertar a participação do governo estadual, que eu sei que será substantiva e essencial para esta situação, retomando uma relação entre Prefeitura e Governo que havia sido rompida anteriormente”, apontou o prefeito.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *