PAI DE ALUNO DA CRECHE E PRÉ ESCOLA DA POLÍCIA MILITAR INFANTE TIRADENTES, DENUNCIA VULNERABILIDADE E CONSTRANGIMENTO À CRIANÇAS

Um pai de um aluno, que preferiu não ser identificado, da Pré Escola Creche “Infante Tiradentes PMAM” localizada na Rua Aristides da Rocha, bairro de Petrópolis, zona sul de Manaus, denunciou nesta quarta-feira, 26, que os alunos do turno vespertino estão passando por constrangimento e ao mesmo tempo vulneráveis a assalto, na frente da escola, pois a liberação da entrada dos alunos, só é permitida as 13:00hs.

“É um absurdo! Muitas destas crianças, vem de longe e chegam a partir de 12hs, na frente da escola, mas, só podem entrar às 13hs, durante esse tempo ficam embaixo de sol ou chuva na calçada da escola, e o pior, entregues à própria sorte, correndo risco de serem assaltados”, disse revoltado o pai.

O pai do aluno também explicou, que outros pais, já procuraram diversas vezes a direção da escola para solucionar o problema, mas nenhuma decisão foi tomada.

“Já fizeram uma reunião com os pais, porque a quadra está em reforma desde o início do semestre, e eles disseram que não tem como resolver essa situação, basta eles usarem o bom censo. Eles poderiam deixar as crianças entrarem, para sala de aula ao invés de ficar na calçada fora da escola, pois são crianças pequenas”, alertou o pai.

O que diz o Estatuto da Criança e do Adolescente

O ECA – Lei nº 8.069 de 13 de Julho de 1990, que dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências, é bem claro em seu Art. 232. “Submeter criança ou adolescente” ….“a vexame ou a constrangimento”: Pena – detenção de seis meses a dois anos.

Até o fechamento desta matéria tentamos falar com a coordenação da Pré Escola Creche “Infante Tiradentes PMAM”, pelo telefone de prefixo 3214, mas infelizmente não obtemos êxito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *