Blog do Marcell Mota

OPERAÇÃO RÉVEILLON 2018 EM MANAUS TERÁ ATUAÇÃO DE 2 MIL SERVIDORES E BARREIRAS DA LEI SECA AMPLIADAS

 

Dois mil servidores atuarão na ação integrada de segurança pública “Réveillon 2018” em Manaus. O efetivo será empregado na praia da Ponta Negra, zona oeste; Orla do Amarelinho, zona sul; Residencial Viver Melhor, no Lago Azul, zona norte; e no shopping Phelippe Daou, Jorge Teixeira, na zona leste, onde acontecerão eventos oficiais da Prefeitura de Manaus. Coordenada pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), a operação terá atuação terrestre, fluvial e aérea.

Entre as medidas de reforço, o governo informou que as barreiras da Lei Seca serão ampliadas durante o Réveillon, dobrando o número de fiscalização do tipo.

 

“O nosso objetivo é garantir uma festa com segurança para toda a população. Teremos servidores espalhados em diversos pontos da cidade para que tudo transcorra normalmente”, disse o vice-governador e secretário de segurança, Bosco Saraiva, nesta terça-feira (26/12).

Monitoramento em tempo real

A Operação Réveillon 2018 terá início às 15h do domingo (31) com finalização às 7h do dia 1º (segunda-feira) de janeiro. O perímetro urbano das quatro regiões será monitorado em tempo real pelo Centro Integrado de Comando e Controle do Amazonas (CICC-AM). O policiamento e a inteligência também serão utilizados na operação, de forma a subsidiar ações das forças de segurança ostensiva e força de pronta resposta.

 

“O nosso objetivo é garantir uma festa com segurança para toda a população. Teremos servidores espalhados em diversos pontos da cidade para que tudo transcorra normalmente”, disse o vice-governador e secretário de segurança, Bosco Saraiva, nesta terça-feira (26/12).

Monitoramento em tempo real

A Operação Réveillon 2018 terá início às 15h do domingo (31) com finalização às 7h do dia 1º (segunda-feira) de janeiro. O perímetro urbano das quatro regiões será monitorado em tempo real pelo Centro Integrado de Comando e Controle do Amazonas (CICC-AM). O policiamento e a inteligência também serão utilizados na operação, de forma a subsidiar ações das forças de segurança ostensiva e força de pronta resposta.

 

FONTE: PORTAL G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *