GOVERNO DO AM PROMETE INAUGURAR UPA EM ITACOATIARA

A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) anunciou, ainda para o primeiro semestre de 2018, a entrega da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Itacoatiara, município localizado a 176 quilômetros de Manaus em linha reta) O funcionamento da unidade, que começou a ser construída há sete anos e estava com as obras paradas, faz parte de um pacote de ações para reforçar os serviços públicos de saúde no município.

O assunto foi tratado na última sexta-feira (16), na visita de inspeção feita pela equipe técnica da Secretaria Executiva Adjunta de Atenção Especializada do Interior (SEA Interior), da Susam, que vem percorrendo unidades hospitalares do interior do Estado. Em Itacoatiara, a equipe esteve no Hospital Regional Jorge Melo, que possui Gestão Plena Municipal, administrado pela Prefeitura de Itacoatiara. Além disso, a secretária executiva do interior, Edylene Pereira, vistoriou o prédio da UPA Itacoatiara.

Fruto de parceria entre Governo do Amazonas e o Ministério da Saúde (MS), a estrutura física da UPA já foi finalizada e a Susam informou que, agora, aguarda a entrega de equipamentos. Segundo o órgão, quando a atual gestão assumiu a pasta, os recursos para a retomada da obra foram liberados.

“A UPA vai absorver parte da demanda do hospital, que hoje é a única unidade de urgência e emergência na cidade. Isso sobrecarrega, aumenta a fila, a espera e causa alguns transtornos aos que precisam de atendimento. Por isso, acreditamos no impacto positivo da UPA para a cidade”, ressaltou o titular da Susam, Francisco Deodato.

Quando iniciarem os atendimentos, a UPA funcionará 24 horas por dia, nos sete dias da semana. As UPAs atuam na área de urgência e emergência, atendendo casos como alteração de pressão arterial, febre alta, fraturas, cortes, infarto e derrame, com ofertas de exames de raios-X, eletrocardiografia, exames laboratoriais, atendimento de pediatria  e leitos de observação.

Atendimento deve ser redistribuído

Outro ponto a ser trabalhado em Itacoatiara é a melhoria do atendimento no Hospital Regional. Hoje, a unidade atende, em média, 350 pessoas ao dia. E, de acordo com levantamento da direção do hospital, mais de 70% dos que procuram atendimento na rede de urgência e emergência, poderiam ter seus casos resolvidos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Segundo a secretária executiva do interior, Edylene Pereira, redistribuir o atendimento, conscientizar e planejar as ações de atenção básica para que elas alcancem a população é o primeiro passo para modificar essa situação. “É comum no sistema de saúde do Brasil que as pessoas procurem atendimento na unidade errada. Encontramos um hospital que funciona, que tem capacidade de melhorar, mas que atende acima da sua capacidade por uma falha que pode ser evitada”, ressaltou.

Técnicos da Susam, gestores do hospital e a gestão municipal, discutirão um projeto para a redistribuição do fluxo. A ideia é que os casos que são de atendimento básico sejam identificados no hospital e redirecionados às UBSs. A proposta foi apresentada durante a visita.

Recuperação no interior

As visitas técnicas da Susam já alcançaram 19 municípios do interior. Segundo o secretário Francisco Deodato, a pasta está trabalhando em um plano de recuperação do sistema público de saúde, direcionado a cada município. A meta é alcançar os 61 municípios, até março.

*Com informações da assessoria de imprensa.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *