GOVERNADOR DAVID ALMEIDA INAUGURA HANGAR PARA AERONAVES DO SISTEMA DE SEGURANÇA PÚBLICA E ESTIMA ECONOMIA 480 MIL REAIS PARA OS COFRES PÚBLICOS

 

O Governador David Almeida anunciou nesta quinta-feira, 15 de agosto, durante inauguração de hangar – que vai abrigar aeronaves das forças de segurança do Estado – economia de R$ 480 mil reais aos cofres públicos. Além de abrigar as aeronaves das forças de segurança, o local será sede do Departamento Integrado de Operações Aéreas e Fluviais da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (DIOAF/SSP-AM).

 

 

 

Localizado no terminal 2 do Aeroporto Eduardo Gomes – desativado pela Infraero, no último dia 1º de agosto para voos comerciais-, o espaço vai abrigar aeronaves das forças de seguranças do Estado (Secretaria de Estado de Segurança Pública, Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros e Detran). Para o governador, a iniciativa representa o fortalecimento do sistema de Segurança Pública no Estado e a otimização dos recursos, ajuda a intensificar a operacionalização dos órgãos de segurança.

 

 

“Unificamos toda estrutura. Com esse hangar vamos reduzir gastos com aluguel, manutenção e combustível para essas aeronaves. Por outro lado, as ações vão ficar integradas. Esse é o nosso trabalho e nosso dever”, disse David Almeida.

 

O Governo do Estado possuía contratos para locação de aeronaves dos órgãos de segurança. Após revisão feita pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), todos os contratos foram extintos, ficando somente as aeronaves patrimônio que possui um custo de manutenção mais barato.

 

 

David Almeida também ressaltou que, a área da segurança tem sido uma das prioridades no Estado. Em sua gestão os investimentos feitos com a valorização da categoria e da estrutura de trabalho das polícias foram cumpridos para melhor atender população. “Estamos trabalhando na valorização dos nossos profissionais, com as promoções e escalonamentos, entrega de viaturas novas e motocicletas. Estamos buscando soluções com a motivação dos servidores e dando melhores condições de trabalho, para que possamos reduzir os índices de criminalidade”.

 

 

Estrutura – Com capacidade para até cinco aeronaves, o hangar possui uma estrutura de 432 metros quadrados. O espaço conta ainda com mais 97 metros quadrados onde estão os alojamentos para pilotos e tripulantes e a sala de operações de segurança e mecânica. O investimento para a criação da estrutura do hangar e manutenção das aeronaves é de aproximadamente R$ 1,4 milhão, recurso usado para desde a manutenção dos helicópteros reintegrados ao acervo da SSP-AM em julho, ao espaço do hangar, treinamento dos pilotos e renovações de habilitação técnica. A ação marca as operações integradas aéreas do Sistema de Segurança para reforçar o patrulhamento ostensivo e as ações de segurança na capital e no interior do Estado.

 

O secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes, destaca que os helicópteros são equipamentos que proporcionam vantagem operacional aos órgãos de Segurança. “Os helicópteros proporcionam um amplo campo de visão permitindo ao policial, por exemplo, observar pessoas, veículos, e movimentações suspeitas em áreas maiores, o que o coloca em vantagem operacional”, explicou.

 

O administrador do hangar, Tenente-Coronel Anézio Paiva, comentou que, além da redução de custos,  a integração dos órgãos no local é um dos principais benefícios.  “Uma aeronave parada é mais prejuízo do que uma voando. A partir de agora temos todas integradas, e com isso temos planejamento bem melhor de atuação. O único custo que temos é de locação do local, mas já temos meta de construir o nosso próprio Hangar”.

 

Operações – As aeronaves serão utilizadas em operações ostensivas, patrulhamento de presídios, investigação policial e de inteligência, resgastes e ações de defesa social, e para estudos sobre viabilidade de tráfego, gerenciamento de congestionamentos e outras ações ligadas ao trânsito.

Efetivo – Ao todo, no Sistema de Segurança do Amazonas, 17 pilotos e 23 tripulantes estão aptos a atuar nas operações aéreas, chefiado pelo tenente-coronel Anézio Paiva.

 

PM – A Polícia Militar do Amazonas, por meio do Grupamento de Radiopatrulhamento Aéreo (Graer) possui em seu quadro três pilotos de helicóptero, um de avião, sete auxiliares de manutenção, seis tripulantes operacionais e três fiéis. Na PM, o piloto mais experiente é o comandante do Graer, major Bercley Souza de Santos, com mais de 850 horas/voo.

 

Bombeiros – O Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas conta com um total de seis pilotos capacitados para as operações aéreas, sendo três deles na categoria de Piloto Comercial de Helicóptero (PCH), dois da categoria Piloto Privado de Helicóptero (PPH) e um Piloto Privado de Avião (PPA), dispondo ainda, de cinco Tripulantes Operacionais. O comandante-geral do CBAM, coronel Carlos Alberto Freitas Tupinambá é o piloto com mais experiência, acumulando mais mil horas de voo.

 

PC – A Polícia Civil do Amazonas possui nove servidores, entre delegados e investigadores, aptos para atuar nas operações áreas de Segurança, sendo sete Pilotos Comerciais de Helicóptero (PCH), além de um mecânico e um investigador do grupamento como apoio de solo. O delegado Arthur José Lyra dos Santos é o mais experiente piloto da instituição, com mais de 500 horas de voo em aeronave de asas rotativas dos tipos Schweizer, Robinson 44 e Esquilo.

 

FOTOS: Valdo Leão

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *