DIRETORIA DE COMUNICAÇÃO DA ALEAM LANÇA PRIMEIRO MANUAL DE REDAÇÃO DO LEGISLATIVO ESTADUAL

A Diretoria de Comunicação da Assembleia Legislativa do Amazonas (Dicom/Aleam) lança nesta segunda-feira (12) o primeiro Manual de Redação do Poder Legislativo Estadual, instrumento que visa padronizar o processo de produção de textos jornalísticos na Casa, tanto na própria Diretoria, que envolve o trabalho de rádio, TV e portal, quanto nas assessorias de imprensa dos gabinetes parlamentares. O objetivo, segundo o diretor de Comunicação, jornalista Cláudio Barboza, é harmonizar a redação jornalística, facilitando assim, a compreensão do leitor. “Trata-se de uma ferramenta facilitadora da compreensão da leitura, nunca um instrumento de cerceamento de criatividade”, destaca Cláudio Barboza.

O trabalho, que segue orientação do presidente da Aleam, deputado David Almeida (sem partido) na modernização de procedimentos da Casa, foi elaborado pela equipe de jornalistas da Diretoria de Comunicação, sob a coordenação do diretor Cláudio Barboza.

Ele se baseou em manuais de redação consagrados como o da Presidência da República e da Câmara dos Deputados e nos padrões ortográficos estabelecidos pelas regras gramaticais vigentes no Brasil. “Todos os textos foram adaptados segundo o Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Amazonas”, disse o diretor, acrescentando que a padronização não apenas harmoniza os textos e facilita a leitura, mas também confere celeridade no momento de elaboração de uma matéria jornalística. “Na hora de escrever uma matéria, a criatividade do jornalista é intensa! Ele não pode ser atrapalhado por dúvidas sobre grafia. Com um modelo pronto e assentado em regras gramaticais consolidadas, ele escreve com mais segurança, portanto, mais rápido, o que em tempos de mercado virtual, significa muito”, aponta Barboza.

O manual tem 30 páginas contendo a maneira padrão de escrita das ferramentas legislativas, órgãos públicos, documentos, etc. Contém também um glossário sobre termos relativos a todos os poderes públicos, uma lista de termos correlatos cuja grafia por vezes confunde os redatores e regras gramaticais sobre o uso de aspas, números, horas, etc. “Fizemos adaptações necessárias, com base nos cinco anos de experiência que temos no parlamento estadual, quando pudemos registrar as dificuldades mais comuns entre os redatores e assim elaboramos o manual”, explicou Cláudio Barboza.

O manual será distribuído de forma virtual e gratuito para todos os gabinetes parlamentares, comissões técnicas e diretorias. O público em geral que demonstrar interesse, pode solicitar o envio do Manual de Redação pelo e-mail [email protected].

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *