‘CONSULTÓRIO DE RUA’ SERÁ APRESENTADO EM CONGRESSO INTERNACIONAL NA GRÉCIA

 

O trabalho da equipe multiprofissional do programa “Consultório de Rua”, desenvolvido em Manaus pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), foi escolhido pelo Conselho Internacional de Serviço Social e Direitos Humanos – The Council of International Fellowship (CIF) – para ser apresentado na 32ª Conferência Internacional do CIF, que será realizada na cidade de Kalamata, na Grécia, de 18 a 23 de setembro. 

 

“A participação da equipe é uma oportunidade de aprender com as experiências realizadas em diversos outros países, de iniciativas e políticas públicas e da sociedade civil para a diminuição das desigualdades sociais, bem como de dar visibilidade internacional para o trabalho desenvolvido”, destacou o secretário da Semsa, Marcelo Magaldi.

 

O Conselho Internacional de intercambio em Serviço Social e Direitos Humanos é uma instituição internacional que reúne pesquisadores e profissionais da área de Serviço Social e Direitos Humanos em todo o mundo para discutir e socializar experiências de políticas e projetos para a diminuição das desigualdades sociais no mundo, dentre eles o Brasil.

 

O programa Consultório de Rua desenvolve um trabalho dedicado que faz chegar saúde às pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade nas ruas da capital. Recentemente, com a chegada de centenas de indígenas venezuelanos, a atividade ficou ainda mais intensa para que esses migrantes pudessem receber atendimento de saúde e não desenvolvessem problemas decorrentes da situação de risco social. Essa experiência também encorpou o trabalho dos profissionais da equipe do programa que hoje é formada por um coordenador, uma assistente social, uma psicóloga, uma enfermeira e dois técnicos em enfermagem. 

 

De acordo com a gerente de ações programáticas da Semsa, Vitória Marinheiro, a imigração é um fenômeno presente em todas as regiões ao redor do mundo e os países europeus não são indiferentes a esta realidade. Este continente tem sido destino de imigrantes de diversos países em crises e refugiados de todo mundo, sobretudo, Síria e outros países árabes.

 

“A participação da equipe no evento será de grande relevância para trazer experiências bem sucedidas para serem replicadas na realidade de intensa imigração de venezuelanos na cidade de Manaus, onde este ano, até o mês de julho, foram solicitados 1.290 pedidos de refúgio empurrados pelo contexto político e econômico da Venezuela. Realidade que exige ações efetivas do estado e da prefeitura frente a este fenômeno novo e atual”, declarou Vitória.

 

A Semsa vai enviar duas integrantes do programa para participar do intercâmbio e apresentar o trabalho, a psicóloga Raquel Lira de Oliveira Targino e a assistente social Rosiane Pinheiro Palheta.

 

“O evento será também uma oportunidade de levar experiências realizadas pelo “SUS que dá certo” levando o nome das ações empreendidas na área de direitos humanos e saúde desenvolvidas na Região Norte do Brasil, destacando a cidade de Manaus e o Amazonas mundo afora”, finalizou a gerente.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *