CAOS, A INSEGURANÇA PÚBLICA E O DESMONTE DAS FUNÇÕES PARA XERIFADOS PODEM SER MERA JOGADA DE MARKETING

O caos da insegurança pública instaurado na capital e no estado do Amazonas, aterroriza toda a sociedade Amazonense.

Não são fortuitos e episódicos os inaceitáveis atos de violência das chacinas ocorridas este ano em Manaus, nem podem nos levar a uma dedução simplificada.

Devem, sim, nos instigar a buscar as verdadeiras razões desta situação de agravamento inquestionável da insegurança pública que tomou o nosso Estado.

Talvez tenhamos que recorrer à Força Nacional, mas não podemos acreditar que os problemas da segurança serão resolvidos apenas com um contingente militar excepcional, com um eventual gabinete de crise ou com troca do comando da área.

A origem deste cenário caótico, que preocupa a todos, está na política de desmonte das funções públicas de Estado, que o atual Governador tampão Amazonino Mendes (PDT), vem promovendo.

A Segurança Pública no Amazonas, está parecida com alguns times de futebol, que vive trocando de técnico, ou seja, o time continua perdendo, uma vez, que não muda o esquema tático, não se busca os jogadores da base, não se investe, não se contrata, não se conhece o time adversário, não se tem “olheiro capaz, não se tem gestão de mudança, dentre outros vetores essenciais ao sucesso de uma empresa. Temos que pensar como empresa.

É evidente que o crime organizado, sustentado principalmente pelo tráfico, se fortalece onde o Estado de Direito diminuído não consegue se impor.

Nada mudará, infelizmente, se prosseguirmos compulsórios reféns dos efeitos deste desmonte praticado pelo atual ocupante do Palácio do Governo na Compensa.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *