AMAZONINO DETERMINA AMPLIAÇÃO DA OBRA DA LIGAÇÃO VIÁRIA LUIZ ANTONY, NA ZONA SUL DE MANAUS

Em visita ao canteiro de obras da Ligação Viária Luiz Antony (LLA) – que vai interligar a ponte Kako Caminha, zona oeste de Manaus, ao Centro, zona sul – o governador do Estado, Amazonino Mendes, determinou, na tarde desta quarta-feira (22/11), a ampliação do projeto para contemplar as famílias que moram na margem direita do igarapé São Raimundo, bairro Presidente Vargas (Matinha), também zona sul. A obra da ligação viária alcançou, no primeiro trecho, 80% de execução e integra o Programa Social Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim 3).

Amazonino, que havia determinado celeridade dos trabalhos na LLA, disse que vai ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) buscar recursos para ampliar o projeto. Ele pediu o levantamento de custo das desocupações do outro lado da margem. “O projeto em si, é um projeto inteligente, muito útil, que vai desafogar parte do sistema viário da cidade. E despertou em mim a necessidade de ampliar a obra, pois vejo que no outro lado vai ficar um contraste, e esse contraste não é bom. Estou pedindo levantamento de custo, analises de projeto, e vou ao BID para ampliar (a obra). Não gosto de ver nada pela metade”, destacou Amazonino Mendes.

O governador ressaltou que a obra da LLA traz um ganho social. Além de mais de um quilômetro de pistas (em dois sentidos), o projeto contempla ciclovia, parques e áreas de convivência. “Estou impressionado, não apenas com a beleza, pois vai mudar completamente a paisagem”, completou Amazonino.

Análise – O secretário de Estado de Infraestrutura, Osvaldo Said, disse que até a próxima semana a Secretaria de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Manaus (SRMM), da qual também é titular, vai entregar ao governador o estudo de reassentamento das famílias da margem direita do igarapé São Raimundo. “Vamos concluir esse estudo, pois a Metropolitana já tem tudo isso levantado e, no mais tardar, na próxima semana teremos os valores, para irmos ao BID, junto com o governador, para solicitar mais recursos”, disse o secretário.

Obra – O projeto, executado pela Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), prevê ainda a construção do Parque da Castelhana, que vai ser mais uma opção de lazer para os moradores da zona oeste da capital. A LLA beneficiou 300 famílias na margem esquerda e é considerada uma das obras mais importantes em execução em Manaus, pois vai desafogar o trânsito de veículos que saem de bairros da Glória, São Raimundo, Santo Antônio e Compensa, com destino ao centro da capital.

Ao todo o projeto, é orçado em R$ 51 milhões, com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e do Governo do Estado do Amazonas. Cerca de  400 trabalhadores se revezam dia e noite para concluir os trabalhos dentro do prazo estabelecido. A LLA vai ligar o bairro Presidente Vargas até a rua Luiz Antony, no centro da cidade, desafogando a malha viária nas avenidas Constantino Nery e Álvaro Maia.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *