AMAZONINO DESTACA TRABALHO PARA EQUILIBRAR FINANÇAS DO ESTADO, DURANTE POSSE DA NOVA DIRETORIA DO SINDIFISCO-AM

 

O governador do Amazonas, Amazonino Mendes, durante a posse da nova diretoria do Sindicato dos Auditores Fiscais de Tributos Estaduais do Amazonas (Sindifisco-AM), realizada nesta terça-feira (30/01) no auditório da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), destacou o trabalho que o Governo tem desenvolvido para arrumar a casa, buscando equilibrar as finanças do Estado com a redução de gastos e reorganização da gestão.

Amazonino ressaltou a contribuição dos servidores da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) neste trabalho desde outubro de 2017, quando assumiu a administração estadual e encontrou despesas empenhadas na ordem de R$ 500 milhões, bem acima da receita disponível.

Com os primeiros esforços realizados, renegociando contratos e enxugando custos, o Governo do Estado reduziu de 33% para 28% o custeio sobre a receita, no último trimestre de 2017, e encerrou o ano com superávit de 1,76%, o equivalente a R$ 273 milhões.

Mesmo com os avanços, o governador destaca que é preciso continuar com as medidas de ajustes, com a meta de reduzir o custeio para 24% neste ano. “Embora, é preciso falar para a população, para o povo que há muita dívida para pagar não contabilizada porque foi feita, sim, por governos passados. Este é outro problema que nós vamos ter de enfrentar”, afirmou o governador.

Durante a solenidade de posse da diretoria do Sindifisco-AM, Amazonino destacou o trabalho dos servidores da Sefaz. “A gente veio aqui prestigiar e dar forças a esta categoria vital, importante para os projetos de desenvolvimento do estado do Amazonas. Nós temos uma relação de dependência diretíssima com o setor fiscal. E a Secretaria de Fazenda vem demonstrando competência e qualificação excepcionais para enfrentar o drama que estamos confrontando. Tanto é que nesses poucos meses conseguimos fechar o ano sem déficit”, ressaltou Amazonino, ao destacar que os servidores terão o apoio necessário do Governo para avançar nas conquistas no âmbito fiscal.

 Avanços – Segundo o secretário de Estado da Fazenda, Alfredo Paes, com o auxílio dos auditores fiscais e de todos os servidores da pasta, além de medidas administrativa eficazes, foi possível tirar o estado do déficit em que se encontrava. “Nós fizemos um planejamento em conjunto com eles (auditores) da nova fase tributária, e já começou a dar resultado. Nós fechamos o ICMS com crescimento excelente, com quase 15%. Isso fez com que nós equilibrássemos as contas do estado, fechando o ano com superávit geral. Um superávit muito significativo porque o estado não gerou déficit público”, explicou o secretário.

O novo presidente do Sindifisco-AM, Roberto da Silva Geraldo, disse que sua gestão vai buscar melhorias para a categoria e para a sociedade como um todo. “Vamos trabalhar muito em prol da nossa categoria. Mas o Sindifisco como um todo vai estar alinhado às atitudes, aos trabalhos a serem determinados pela administração estadual. Vamos procurar trazer para a sociedade amazonense tudo o que ela merece, relacionado à saúde, educação e segurança”, declarou o auditor fiscal de tributos estaduais e funcionário concursado da Sefaz desde 1985, Roberto da Silva Geraldo.

 Carreira – Roberto Geraldo substitui o ex-presidente Ricardo Castro e é bacharel em Administração de Empresas e em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), bacharel em Direito pela Universidade Paulista (Unip), possui especialização em Ciências Contábeis pela Escola de Pós-Graduação em Economia (EPGE) da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e aperfeiçoamento em Auditoria Aplicada (CAAP) pela Escola Brasileira de Administração Pública (EBAP-FGV).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *