Blog do Marcell Mota

4º BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO APONTA 45 NOVOS CASOS SUSPEITOS DE SARAMPO EM MANAUS

O 4º Boletim Epidemiológico de Monitoramento do Sarampo, divulgado pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), na manhã desta terça-feira, 03/04, aponta 45 novos casos suspeitos da doença. Ao todo, o município registra 103 casos notificados, sendo quatro confirmados, um descartado e 98 sob investigação.

A informação foi divulgada em reunião da Sala de Situação de Vigilância em Saúde, que agrega representantes da Semsa, da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), da Fundação de Medicina Tropical (FMT), do Ministério da Saúde (FVS) e da Secretaria de Estado da Saúde (Susam), e tem o objetivo de acompanhar e monitorar em tempo real casos notificados de sarampo, subsidiando a gestão para a tomada de decisões no combate à doença.

“Considerando o atual cenário epidemiológico do país, com casos confirmados em Roraima e em Manaus, além da alta transmissibilidade do sarampo, o aumento dos casos notificados já era esperado. Mas, a Prefeitura de Manaus tem executado todas as medidas possíveis de prevenção, conforme determinação do prefeito Arthur Virgílio Neto, principalmente com o reforço na disponibilização da vacina contra a doença, além de um trabalho de orientação da população e mobilização de profissionais de saúde”, afirmou o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi.

De acordo com o Informe Epidemiológico, a maior parte dos casos notificados envolve pacientes menores de um ano, representando 42,72%. Na faixa etária de um a quatro anos de idade o percentual atinge 27,18% dos casos suspeitos. “Essa distribuição de casos por faixa etária mostra a importância do reforço da vacinação para crianças de seis meses até cinco anos de idade, que representa o grupo prioritário para imunização contra o sarampo nas Unidades de Saúde da Semsa”, destacou a diretora do Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica da Semsa, enfermeira Marinélia Martins Ferreira.

O informe aponta ainda que, segundo a distribuição de casos suspeitos por Distrito de Saúde de Residência do paciente, 54,4% foram notificados na zona Norte de Manaus, 18,4% na zona Sul, 15,6% na zona Leste e 12,6% na zona Oeste. A zona Rural não registrou casos suspeitos da doença.

Na próxima sexta-feira, 06/04, a Semsa e a FVS irão promover uma palestra para médicos de cooperativas que atuam nos Serviços de Pronto Atendimento (SPAs) para fortalecer o alinhamento do fluxo de atendimento dos casos suspeitos e as orientações sobre a vacinação. O evento está marcado para acontecer no auditório do Conselho Regional de Medicina, das 19h às 21h.

A Semsa também vai mobilizar coordenadores e agentes da Pastoral da Criança, nos dias 09 e 11 de abril, promovendo oficinas de combate ao sarampo. A intenção é capacitar 160 agentes para que possam colaborar orientando as famílias sobre os sintomas da doença e na identificação de crianças que não estejam com o esquema vacinal completo, sensibilizando a comunidade para a importância de buscar uma Unidade de Saúde para a imunização.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *