“MAUS CAMINHOS” PODERÁ SER ARQUIVADA E EX-SECRETÁRIOS VÍTIMAS DE OPERAÇÃO POLÍTICA

Previsto para sair ainda esta semana, o relatório do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE/Am), poderá confirmar, que não houve verba Federal, para o pagamento do Instituto Novos Caminhos (INC), conforme tentou mostrar a denúncia, que levou a deflagração da “Operação Maus Caminhos”, no Amazonas e suas respectivas fases.

Embora, os ex-secretários de saúde, Pedro Elias e Wilson Alecrim, o ex-chefe da Casa Civil Raul Zaidan, o ex-secretário executivo de Saúde José Duarte dos Santos Filho e o ex-secretário de Fazenda Afonso Lobo de Moraes, que já haviam informado na época em depoimento à Justiça Federal, como testemunhas, que não havia verba federal.

Valendo ressaltar que a própria Controladoria Geral do Estado do Amazonas (CGE/Am), também chegou a essa conclusão, quando finalizou o seu relatório sobre apuração, ainda em outubro de 2017, antes da operação.

Se confirmados esses aspectos, ficará comprovado, que embora cientes de que não havia verba federal, o Ministério Público Federal (MPF), resolveu, assim mesmo, seguir em frente com a acusação, tonando-se a ilegal e abusiva contra os ex-agentes públicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *