IRRESPONSABILIDADE SOCIAL: BANCO DO BRASIL DA AVENIDA SILVES PREJUDICA MORADORES MANTENDO LIXEIRA VICIADA

Enquanto diversos bancos no Amazonas, no Brasil e no mundo todo, presam pelo conceito de “responsabilidade social”, que é quando as empresas decidem, voluntariamente, contribuir para uma sociedade mais justa e para um ambiente mais limpo, o Banco do Brasil, agencia Silves em Manaus, vem na contramão disso tudo, que chega até causar espanto, sob essa ótica, o aparente descompromisso de um banco, que era para ser exemplo.

No dia 12 de setembro deste ano, os moradores do bairro Crespo, zona sul de Manaus, cansaram de conviver com o odor e a sujeira, provenientes de uma lixeira viciada, mantida até os dias atuais pelo Banco do Brasil, e resolveram denunciar o fato. Logo, os órgãos fiscalizadores estiveram no local e conversaram com os responsáveis pela direção do Banco, e os mesmos, se propuseram a retirar a lixeira viciada do ambiente externo do Banco, pois a mesma, nem, se quer, é utilizada pelo próprio Banco. Mas ate o momento, dois meses depois do ocorrido a lixeira permanece no local prejudicando os moradores.

De acordo com alguns moradores, além do lixo doméstico, as pessoas que passam, descartam desde móveis velhos, até animais mortos.

“Isso é uma imundice. Não aguento mais essa situação. É uma vergonha. Moro aqui há cinco anos e tem dia que a gente não suporta o cheiro forte que vem dessa lixeira”, explica, nervoso, o eletricista Edson Santos, 67.

Conforme flagramos, a lixeira viciada fica aberta 24hs por dia, sem nenhum controle, e quando lota os moradores jogam lixo até mesmo no chão.

A lixeira é de propriedade do próprio Banco do Brasil, e segundo os moradores da localidade, inúmeras reclamações já foram feitas ao banco, explicando que a permanência da lixeira estaria prejudicando aos moradores e aos que transitam no local com o fedor, mas nenhuma providência foi tomada.

Confira nas imagens abaixo a irresponsabilidade e o descaso do Banco do Brasil com a sociedade:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *