ADULTOS ENTRE 21 E 30 ANOS SÃO MAIORIA ENTRE INSCRITOS DO ENEM 2017 NO AM

A faixa etária de 21 a 30 anos concentra maior número de inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 no Amazonas. Dos mais de 165 mil inscritos no estado 59.475 pessoas são desse grupo de adultos. Os dados do perfil dos participantes foram divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) nesta sexta-feira (27). As provas do Enem nos dias 5 e 12 de novembro serão aplicadas as provas do Enem em 56 municípios amazonenses.

Segundo o Inep, 165.077 participantes farão o Enem deste ano no Amazonas. O número representa 2,4% do total de 6.731.203 inscritos em todo o Brasil. A quantidade de participantes é 14,9% menor em relação à edição do exame do ano passado. No Enem 2016, o estado teve 194.160 participantes.

“A queda no número de inscrições é consequência do Enem ter deixado de certificar o Ensino Médio, tarefa que voltou ao Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja)”, justificou o Inep.

Perfil

De acordo com o levantamento do Inep, 36% dos inscritos são pessoas com idades entre 21 e 30 anos. A segunda maior faixa etária de participantes é de 31 a 59 anos, que tem total de 31.349 inscritos.

No Amazonas, 19,8% dos participantes são pagantes e 55,4% foram isentos do pagamento da taxa de inscrição em função da Lei ou do Decreto. Outros 24,7% obtiveram a gratuidade automática por estarem concluindo o Ensino Médio na rede pública em 2017.

Em relação à situação de ensino 67,8% já concluiu o Ensino Médio, 26,5% é concluinte este ano e 4,9% concluirá após 2017. Do total de participantes do Amazonas, 56,3% são mulheres e 43,7% são homens.

Participantes por faixa etária no AM

Faixa etária Nº de inscritos
Menor que 16 anos 1.641
16 anos 4.946
17 anos 18.594
18 anos 20.579
19 anos 15.692
20 anos 12.571
De 21 a 30 anos 59.475
De 31 a 59 31.349
Maior ou igual a 60 anos 230

Fonte: Inep

Atendimentos

O Inep informou que foram aprovados 691 atendimentos especializados no Amazonas para a aplicação das provas. A maioria dos casos é de deficiência física, baixa visão e deficiência auditiva. Serão usados 1.296 recursos de acessibilidade, sendo 33 vídeo provas traduzidas em Libras, que é novidade desta edição. Também serão 398 atendimentos específicos, 51,5% para lactantes. O estado teve duas solicitações aprovadas para ter atendimento pelo nome social, as duas pessoas em Manaus.

 

FONTE: PORTAL G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *